close

Mais Blog

Como usar metáforas e analogias para dar vida a seus textos

Henrique Carvalho Escrito por Henrique Carvalho em 23 de junho de 2021
Junte-se a mais de 250.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Metáforas e analogias são atalhos mentais que nosso cérebro usa para entender rapidamente um conceito.

Assim como as histórias, as metáforas e analogias grudam na nossa mente, tornando o processo de aprendizado e memorização muito mais fácil e rápido por criarem imagens mentais de fácil compreensão.

As metáforas são aplicações de uma palavra por semelhança imaginária.

  • Os dentes de um pente;
  • Os pés da mesa;

“Quando ela abriu a porta parecia que um furacão havia passado no seu quarto.”

Uma simples palavra, como furacão, cria uma imagem na cabeça do leitor.

Todos os leitores conseguem imaginar tamanha bagunça que poderia ser causada por um fenômeno como esse, mostrando que o estado em que se encontrava o quarto era realmente caótico.

Já as analogias são relações entre uma palavra e outra. Geralmente, se escrevendo usando “é como”.

  • A vida é como uma caixa de chocolates, você nunca sabe o que vai encontrar.- Forrest Gump
  • Ele estava branco como uma ovelha.
  • Conteúdo polêmico é como pimenta. Um pouco deixa sua comunicação mais picante e saborosa. Em excesso, gera azia, ardência e queimação.

Por que usar metáforas e analogias

“O caminho para o inferno está pavimentado de advérbios.” — Stephen King

Advérbios enfraquecem o texto. Porém, existem formas similares de escrever um trecho (ou palavra) que grudam mais na mente da sua audiência: através de metáforas e analogias, como nesse exemplo:

Usando advérbios:

“Após perder todo o seu dinheiro, ele também perdeu seus melhores amigos, os que julgava serem os mais fiéis.”

Através de metáforas e analogias:

“Quando as fichas caem, as pessoas mostram suas verdadeiras cores.”

Essas poderosas ferramentas do arsenal do escritor te ajudam a contar melhores histórias ilustrando um cenário na cabeça do seu leitor.

Tornam a compreensão mais vívida, mais simples, mais memorável, como nesses exemplos:

Sem metáforas ou analogias:

“João olhou para seu vizinho com inveja. A vida dele parecia perfeita.”

Com metáforas e analogias:

“João acreditava que a grama do vizinho era sempre mais verde do que a sua.”

Sem metáforas ou analogias:

“As pessoas se apegam demais as reclamações. Um vírus que passa de uma pessoa para outra.”

Com metáforas e analogias:

“A miséria adora companhia.”

Sem metáforas ou analogias:

“Renato não estava confortável com aquela situação. Algo estava errado e causava uma grande afiliação ao treinador.”

Com metáforas e analogias:

“Parecia que o treinador Renato estava com uma pedra desconfortável no sapato.”

O conjunto de analogias e metáforas garante um texto mais interessante porque foge do padrão, cria imagens na mente de quem lê e gera emoção de forma natural.

Palavras visuais, como as metáforas e analogias,  são mais eficientes, pois falam com a parte direita de nosso cérebro, responsável pelas emoções, ao mesmo tempo que satisfazem a parte lógica da nossa mente.

Ao descrever uma situação e dizer que ela é aterrorizante você está passando para o leitor, enquanto se você descreve a mesma situação de forma a gerar a sensação de terror, você está cumprindo sua missão enquanto escritor.

Portanto, se você que ressuscitar um texto ou criar algo que chame a atenção dos leitores, busque incluir metáforas e analogias na sua escrita.

Exemplos de metáforas e analogias

No Curso Escritor Milionário, eu compartilho um banco com metáforas e analogias prontas para você usar.

Vou compartilhar com você algumas das minhas metáforas e analogias preferidas:

1. Molhar os pés na água: começar; dar os primeiros passos.

2. Banco de Dados x Bando de Dados: dados sozinhos não servem para nada.

3. Frutas mais próximas do pé: resultados mais fáceis de alcançar (e mais saborosos).

4. Branco como uma ovelha: muito medo.

5. Entrando na boca do leão: enfrentando situação difícil.

6. Empreendedor Pato: em teoria, anda, nada e voa, mas não faz nada disso bem.

7. Estrela do Norte: guiava marinheiros. Direção clara.

8. Entrando numa batalha armada com uma pedra. Você não está preparado.

9. Obesidade mental: excesso de informações. Faz mal pra sua saúde.

10. Quebra-mola na escrita: misturar revisão com escrita.

11. Ativistas de Teclado: só reclamam, mas não tomam ação.

12. Cobertor curto: quando você cobre uma parte do seu corpo, outra acaba ficando desprotegida.

13. Pensamento de colono: só copia o que já deu certo fora do Brasil.

14. É como começar um jogo de futebol com 2 x 0 no placar: vantagens de um método.

Esses são apenas um dos poucos exemplos de metáforas e analogias mais conhecidos.

Mas não se prenda apenas naqueles que você vê por aí. Se quiser ser um escritor verdadeiramente original, crie o seu próprio banco de metáforas e analogias.

Como criar o seu banco de metáforas e analogias

Assim como é importante ter um banco de ideias, é importante ter banco de analogias e metáforas.

Quando você precisar transformar um conceito difícil em algo simples de compreender ou quiser dar vida à sua escrita, você vai agradecer por ter um banco de metáforas e analogias à sua disposição.

Atualmente, eu uso o app Notion, para guardar as metáforas e analogias que encontro. Mas você pode usar o bloco de notas, um documento no Google Drive, no Evernote ou até um caderno.

Além de catalogar as metáforas e analogias que encontro em minhas pesquisas, também procuro classificá-las de uma a cinco estrelas, de acordo com o meu próprio juízo de valor, ou seja, quanto eu pretendo usá-las em um texto no futuro.

Também acrescento uma rápida explicação sobre cada uma das metáforas e analogias, para saber em qual contexto posso aplicá-las no futuro.

Onde encontrar metáforas e analogias

Busque fontes de inspiração em qualquer estilo de comunicação. As mais comuns são:

Além disso, procure criar suas próprias metáforas e analogias seguindo essas dicas:

  • Busque pelas sensações que essa pessoa sente ao descrever alguma situação em seu texto. Por exemplo, como você descreveria alguém que se sente infeliz trabalhando de segunda a sexta em um emprego que não gosta?
  • Descreva essas sensações usando seus 5 sentidos: o que uma pessoa sem liberdade, como no exemplo acima,  vê, ouve, toca, cheira e prova.
  • Preste atenção eme elementos da natureza, como o sol, a lua, animais, plantas, etc. Você vai perceber que muitas as metáforas e analogias mais utilizadas estão relacionadas à natureza, que já nos é tão familiar.

Como usar metáforas e analogias para aumentar seu potencial persuasivo

A metáfora é uma figura de linguagem que usa uma coisa para significar outra.

Já a analogia é um argumento mais lógico. Ao fazer uma analogia, você mostra que duas coisas são semelhantes, como nesse exemplo:

“A vida é como uma caixa de chocolates, você nunca sabe o que vai encontrar.”- Forrest Gump.

Se alguém tem um problema ou deseja algo, usar analogias e metáforas para fazer comparações e explicar melhor o que você faz ou vende, é mais que uma obrigação se você quer aumentar o teor persuasivo da sua escrita.

As metáforas e analogias podem estar presentes em qualquer parte do seu texto, do título à chamada para ação.

Você pode até criar um conteúdo inteiro em torno de uma metáfora ou analogia, como fiz nesse post “Pare de beber água de hidrantes”.

Veja quais são os melhores elementos para aplicar metáforas e analogias de forma persuasiva:

1. Títulos

Já ouviu falar no livro a “Estratégia do Oceano Azul”? Ou quem sabe nesse outro livro do Seth Godin chamado de “A Vaca Roxa”?

Ambos tratam do mesmo assunto: diferenciação.

E ambos usam de metáforas criativas logo no título para chamar a atenção entre milhares de outros livros disponíveis sobre o mesmo assunto no mercado.

Esse é o poder instantâneo do uso de metáforas e analogias logo no título: chamar a atenção.

Não à toa, esses são dois livros best-sellers no nicho de negócios.

2. Ganchos ou introduções

Ainda que você não tenha usado metáforas ou analogias em seu título, sempre há uma segunda chance de causar impacto no seu leitor logo nas primeiras linhas do seu texto.

Na introdução do seu texto ainda é uma boa ideia usar metáforas para fazer as pessoas continuarem lendo.

Foi o que fiz na introdução desse post:

Para ler o texto completo, você pode clicar aqui.

3. Provas

Não faça nenhuma promessa em suas copys que você não pode cumprir. Essa é a principal regra de copywriting.

No entanto, listar estatísticas e dados puros pode ser algo bem tedioso para o seu leitor se feito da maneira errada.

Para potencializar a força dos seus números, use metáforas para tornar esses dados mais atraentes e mais fáceis de memorizar, como nesse exemplo:

“Nós perdemos um acre de florestas por segundo. Imagine que uma nave extraterrestre invada a Terra e queime o equivalente a um campo de futebol por segundo. Como nós reagiríamos?”

Essa foi a metáfora usada por Al Gore para mostrar o tamanho do estrago que estamos fazendo com a natureza . Um acre não é uma medida de grandeza de fácil relação para a maioria das pessoas.

No entanto, quase todos já viram ou estiveram em um estádio de futebol, portanto, conseguem avaliar melhor o efeito dos danos usando uma medida de comparação.

Esse é o poder das metáforas e analogias: fazer com que suas palavras não caíam em ouvidos surdos.

Junte-se a mais de 250.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

>