close

Mais Blog

11 dicas fora do comum para escrever artigos que são lidos, compartilhados e remunerados

Henrique Carvalho Escrito por Henrique Carvalho em 2 de outubro de 2019
Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Escrever artigos que prendem a atenção dos leitores, na era da distração, ainda é possível?

  • Talvez você tenha escutado que as pessoas não leem mais.
  • Talvez você acredite que a internet é dominada por vídeos.
  • Ou talvez você tenha até perdido sua fé na escrita.

Porém, o que mudou não foram as mídias: texto, audio, vídeo…

Mas sim a maneira que consumimos conteúdos nelas.

Existem apenas 2 tipos de leitores hoje na internet.

  1. Leitores que leem do início ao fim.
  2. Leitores que primeiro escaneiam o texto para, depois, decidir se vale a pena lê-lo.

Estima-se que mais de 95% dos leitores na internet são do segundo tipo, os “escaneadores”.

Logo, para escrever de forma persuasiva, você precisa conquistar a atenção do seu leitor ANTES dele decidir ler o seu texto.

Como?

Uma vez que seu artigo já caiu no gosto de quem está navegando pela internet, o trabalho está feito?

Não…ainda não.

Na verdade, é agora que a coisa começa a ficar boa.

Vamos conhecer as 11 dicas para escrever artigos que serão verdadeiros sucessos de público na internet:

1. Não pule a fase do planejamento na hora de escrever artigos

Um conteúdo memorável precisa ser bem organizado, incluindo as palavras-chave que você escolhe, as imagens e os canais de publicação.

Seu trabalho não começa na escrita e nem acaba nela.

Você precisa pesquisar, saber porque você está escolhendo escrever sobre aquele tema, para quem e como irá fazer com que esse conteúdo chegue até as pessoas.

Isso tudo faz parte do planejamento e apesar de aparentemente representar mais coisas a fazer, acredite: toda essa organização pode fazer com que você economize muitas horas de trabalho.

Um bom planejamento inclui:

  • Pesquisa de palavras-chave.
  • Pesquisa de conteúdos já escritos sobre o tema.
  • Pesquisa em suas fontes de referência (artigos salvos, anotações, vídeos, palestras, etc)
  • Mapa mental com tópicos e subtópicos que farão parte do artigo.

2.Escreva como seu leitor estivesse morrendo de vontade de ir ao banheiro

Essa é uma dica inusitada, mas que sempre funciona porque você é forçado a tornar seu texto escaneável.

Ou seja, você permite seu leitor entender rapidamente o assunto do seu artigo.

Aqui vão cinco dicas para você escrever artigos escaneáveis:

  1. Quebre parágrafos gigantes em blocos menores.
  2. Use bullet points.
  3. Divida seu texto em tópicos e subtópicos.
  4. Centralize subtítulos quando seu texto for longo.
  5. Faça bom uso da formatação de texto: negrito, itálico, caixa alta, cores.

3.Use links relevantes

Um link interno é um link que aponta para outra página hospedada dentro do mesmo domínio.

Ao inserir um link para outro artigo publicado aqui no blog, melhoro a experiência do leitor, dando informações complementares ao assunto.

E fazendo com que ele permaneça mais tempo navegando no site.

Algumas boas práticas:

  • Use links internos com moderação.
  • Use cores diferentes do restante do texto
  • Links devem estar sempre contextualizados e nunca jogados aleatoriamente no texto.
  • Sempre que fizer um novo artigo, tenha certeza de colocar links para seus artigos antigos.

4. Escreva seu artigo para ser lido no celular e não no computador

Mais da metade da população consome um número maior de conteúdos no celular do que no computador.

Logo, se você ainda escreve pensando que seu leitor irá ler seu texto no computador, você tem um grave problema em mãos.

Parágrafos que no computador usam 4 linhas…

No celular viram 8 linhas…

Logo, se transformam em blocos de concreto.

Difíceis de ler.

Chatos demais para se importar.

Fáceis de ignorar e se distrair.

Portanto, diminua a largura do espaço onde você escreve.

De preferência, envie o seu texto para o celular (ou escreva diretamente nele).

Limitar em 400 pixels a largura do seu editor de texto no computador vai garantir uma quebra melhor de parágrafos para uma leitura no celular.

5.Troque Palavras Com 4 Sílabas ou Mais

Escrever artigos, especialmente para blogs, é a arte de cortar parágrafos e palavras.

Acredito que você pode melhorar em 3x o poder do seu texto somente com a revisão dele.

Além de reduzir parágrafos e escrever artigos escaneáveis, você pode usar palavras menores, como nestes exemplos:

  • “Procedimento” (5 sílabas) por “Processo” (3 sílabas).
  • “Comportamento” (5) por “Conduta” (3) ou “Modo” (2).
  • “Compreender” (4) por “Entender” (3) ou “Pescar” (2).
  • “Apresentar” (4) por “Mostrar” (2).
  • “Substitua” (4) por “Troque” (2).

Para descobrir mas facilmente quais podem ser as palavras substitutas, pesquise no siteSinônimos.br.

6. Aposte nos verbos fortes

Já reparou nos verbos que você usa para escrever artigos?

Eles se repetem?

São acompanhados de advérbios como bastante, claramente ou fatalmente?

Ao escolher verbos fortes de maneira inteligente eles farão o trabalho duro de construir uma sentença poderosa para você.

Esses verbos reduzem a quantidade de palavras, eliminam advérbios desnecessários e, mais importante, adicionam energia ao seu texto que seus leitores tanto desejam na leitura.

Logo, adicione força ao significado de um verbo sendo preciso.

Por exemplo, perceba como trocar o verbo “olhar” por verbos mais fortes é possível comunicar um novo nível de emoções.

Ao invés de:

“Ele olhou para ela de longe”.

Você pode usar:

  • “Ele enxergou ela de longe”. (Enxergar)
  • “Ele a admirou de longe”. (Admirar)
  • “Ele encarou ela de longe”. (Encarar)
  • “Ele examinou ela de longe”. (Examinar)
  • “Ele refletiu sobre ela de longe”. (Refletir)
  • “Ele virou-se para ela de longe”. (Virar)
  • “Ele se interessou por ela de longe”. (Interessar)

Logo,

  • “Olhar atentamente” vira “examinar”, removendo o advérbio.
  • “Olhar ferozmente” se torna “encarar”.
  • “Olhar de maneira duvidosa” vira “olhar de lado”.

Advérbios sugam a energia do seu texto.

Você não precisa descartá-los assim que encontra um.

Porém, estar ciente deles e substituí-los por um verbo forte, denso e carregado de energia irá tornar a leitura do seu texto mais fluída.

7. Gramática perfeita não garante um artigo perfeito

Da mesma forma que um bom árbitro não garante um bom jogo de futebol, escrever todas as sentenças com perfeição gramatical não garante o desejo nos seus leitores de virar páginas.

Suponha a seguinte frase:

“É meu objetivo utilizar minha experiência em gestão de forma mais completa do que até agora tem sido o caso.”

E aí? Ela gerou desejo ou sono?

Comunicando de forma mais direta, seria possível dizer:

“Procuro um emprego melhor.”

Da mesma forma, perceba o contraste nas frases abaixo:

“Ele parecia cansado.”

Procurando gerar mais desejo com exemplos vívidos:

“Ele se jogou em sua cadeira. Suas pálpebras caíram e seu queixo afundou em seu peito.”

Nunca escolha uma boa gramática ao invés de uma escrita que flui.

Não há nada virtuoso em escrever com uma boa gramática que não funciona ao encantar leitores.

Seu objetivo é, e sempre deve ser, escrever bem.

Uma boa gramática é apenas uma das ferramentas que você usa para alcançar um texto memorável.

8. Escrever artigos apimentados: permitido, mas com moderação

Você sabe porque artigos polêmicos viralizam mais que conteúdos técnicos?

Conhece um influenciador craque em dividir pessoas em “lado A x lado B”?

Emoções são a principal peça do quebra-cabeça na propagação de um conteúdo.

  • Textos que geram tristeza são 16% menos compartilhados do que a média.
  • Textos que geram raiva são 34% mais compartilhados.

Emoções são fundamentais no marketing viral.

Não há nada errado em ser polêmico uma vez ou outra.

Eu mesmo já escrevi textos falando sobre 80 erros gramaticais que tornam você um idiota.

Porém, existe uma linha tênue que marca a quantidade ideal de polêmica no seu conteúdo.

Afinal, ela é como pimenta na comida. Um pouco, dá sabor. Em excesso, estraga tudo.

Entendo que o limite de polêmica está em torno de 10% do seu conteúdo sem manchar sua imagem.

O que não significa falta de um posicionamento mais firme…

9.Não fique em cima do muro

Escritores tímidos insistem em usar palavras vagas, fracas e carregadas de advérbios.

Palavras fracas como:

  • Talvez
  • Maioria
  • Alguns
  • Possivelmente
  • Acho
  • É possível
  • É provável

Você teria vontade continuar lendo esse texto abaixo?

“Eu acho que esse texto pode ajudar a maioria das pessoas, possivelmente porque um dos seus desejos é escrever melhor.”

Nosso objetivo como escritor é prender a atenção do leitor, não colocá-lo em coma profundo.

Como poderíamos reescrever essa sentença e torná-la poderosa?

Reescrevendo:

“Esse texto à prova de idiotas irá ajudar até mesmo os escritores mais tímidos que (secretamente) desejam escrever com plena confiança e com a inteligência de um autor bestseller.”

Se você deseja escrever para agradar TODO mundo, pode ter certeza que você já perdeu esse jogo antes mesmo de entrar em campo.

Você não precisa (nem deve) agredir alguém escrevendo.

Mas, se você deseja convencer outra pessoa por meio do seu texto, você precisa escrever com poder.

10. Não escreva apenas palavras. Escreva música.

Esta frase tem cinco palavras. Aqui estão mais cinco palavras. Frases de cinco palavras são boas. Mas várias juntas se tornam monótonas. Ouça o que está acontecendo.

A escrita está ficando chata.

O som das palavras ecoa.

É como uma música presa.

Nosso ouvido exige alguma variedade.

Posso variar o comprimento da sentença e, assim, crio música. Música. A escrita pode cantar. Tem um ritmo agradável, uma cadência, uma harmonia.

Eu uso frases curtas. E uso frases de comprimento médio.

E, às vezes, quando tenho certeza que o leitor está descansado, posso envolvê-lo com uma frase de tamanho considerável, cheia de energia, construída com todo o ímpeto de uma música crescente, o rufar dos tambores e o estrondo dos címbalos.

Ao escrever artigos, faça uma combinação de frases curtas, médias e longas.

Crie um som que agrade ao ouvido do leitor.

Não escreva apenas palavras. Escreva música.

11.Siga o exemplo da Netflix

Essa dica é valiosa para quem escreve artigos fantasmas, que ficam vagando pela internet sem uma alma para lê-los.

Postagens com zero curtidas, comentários e compartilhamentos.

Ou se você nunca viu a cor do dinheiro, pois seu texto não vende sequer uma ideia, quanto mais um produto ou serviço.

É uma técnica bem simples, semelhante ao que sua série favorita no Netflix faz com você.

Quando você aprender esse truque de escrita e persuasão você se tornará um mago da atenção e terá seus leitores na palma da sua mão.

Esses são os 5 passos para você criar loops de curiosidade na mente da sua audiência:

  1. Você desenha um problema claro na mente dela.
  2. Você promete resolver esse problema, mas não agora.
  3. Você mostra como seria o inferno caso ela continue ignorando esse problema.
  4. Você resolve esse problema com exemplos.
  5. Você faz uma chamada para ação.

Perceba que ao longo desse texto você passou pelos exatos 4 primeiros passos compartilhados acima.

Ué, mas e o quinto sobre fazer uma chamada para ação?

Ela vem agora, pois quero convidar você a deixar a sua dica favorita aqui nos comentários.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade