close

Mais Presença

Escreva para a câmera: como fazer um roteiro rápido e fácil para tornar seus vídeos mais interessantes e engajar sua audiência

Henrique Carvalho Escrito por Henrique Carvalho em 31 de janeiro de 2017
Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Aprender tudo sobre como fazer um roteiro para seus vídeos pode deixar seu conteúdo muito mais interessante, dinâmico e ainda aumentar sua produtividade.

Ainda está em dúvida se vale a pena, ou não, dedicar um pouco do seu tempo para escrever roteiros para seus vídeos?

Então se prepare para ser convencido(a), de uma vez por todas, da importância de entender como fazer um roteiro.

Se toda vez que você decide gravar um vídeo novo, seja para o seu canal no YouTube, para postar em seu blog ou site ou até mesmo para a página de vendas de algum produto seu, você apenas liga a câmera e sai falando tudo que vêm à cabeça, saiba que você está fazendo isso da maneira errada.

Mesmo que você domine por completo o assunto, tenha facilidade para falar em público e para uma câmera ou já tenha uma vasta experiência em fazer vídeos, a construção de um roteiro será sempre importante.

Portanto, por mais tentador que pareça, não pule essa importante etapa.

Você não estará perdendo tempo.

Muito pelo contrário, você conseguirá uma economia significativa de minutos, horas e até dias de trabalho, pois irá entender como fazer um roteiro pode otimizar todo o seu processo produtivo para fazer vídeos.

Duvida? Então, continue lendo esse artigo, porque nele você vai saber mais sobre:

Gostou do que está vindo por aí? Então já compartilhe com seus amigos para que cada vez mais pessoas entendam a importância e aprendam como fazer um roteiro para seus vídeos.

Por que você precisa aprender como fazer um roteiro?

como-fazer-um-roteiro-01

Fazer um roteiro não significa escrever um texto que será lido em frente à câmera e pronto.

O vídeo é uma ferramenta de comunicação audiovisual, logo, sentidos como audição, visão e até empatia devem ser explorados nesse tipo de conteúdo.

Diferentemente de um podcast, que só conta com o som como recurso para passar informações e por isso precisa de uma descrição mais detalhada possível, os vídeos oferecem maiores possibilidades.

Portanto, por que falar e explicar um conceito que você poderia simplesmente mostrar visualmente?

No entanto, você só terá esse tipo de percepção após escrever seu roteiro.

Entender como fazer um roteiro é quase como desenhar um mapa e traçar uma rota. Você decide onde quer chegar com seu vídeo e usa o roteiro como um guia até lá.

De preferência pelo caminho mais curto, menos perigoso e mais agradável!

Além disso, o roteiro é uma excelente ferramenta para você organizar suas ideias e gerenciar melhor seu tempo.

Nosso pensamento, geralmente, é bastante caótico. Depender somente da memória na hora da gravação pode fazer com que você esqueça palavras ou até um conceito bastante importante.

Se você não fica exatamente à vontade na frente de uma câmera, pior ainda.

Momentos de branco total, gagueira e eventuais esquecimentos, serão ainda mais frequentes.

Um roteiro bem feito pode salvar você de ficar na frente da câmera tentando lembrar o que precisa ser dito ou se apoiar em vícios de linguagem enquanto pensa, como “ehhhh”, “anhh” e por aí vai.

Sem falar na repetição de ideias e falta de coerência, erros que só darão mais trabalho na hora da edição.

Isso se for um erro que possa ser consertado na edição. Caso contrário, você terá que gravar seu vídeo novamente.

O roteiro dá um controle maior sobre todo o processo da produção de um vídeo, da gravação à edição.

Não só os erros de fala são evitados, mas até coisas bobas como esquecer algum objeto importante para o dia da gravação ou pular algum take que não pode deixar de ser gravado, são evitados se você souber como escrever um roteiro.

Caso você tenha outras pessoas na sua equipe, e que participarão da produção de vídeos, o roteiro possibilita que cada um deles consiga antecipar e organizar suas funções, para que tudo saia da melhor maneira possível.

Como se ainda não fosse suficiente, seu foco e concentração estarão voltados para a gravação e não para o conteúdo, permitindo que você preste mais atenção na entonação da sua voz e na sua linguagem corporal, para garantir que estejam coerentes com o que você está falando.

Resumindo, investir um pequeno tempo para fazer um roteiro irá resultar em mais tempo de sobra para você investir na produção de outros tipos de conteúdo para turbinar seu Calendário Editorial.

E você verá agora como é bastante simples aprender como fazer um roteiro.

Como fazer um roteiro de um jeito simples e rápido

como-fazer-um-roteiro-02

Nosso foco aqui não é aprender como fazer um roteiro de ficção para cinema nem para TV.

Porém, nós vamos pegar muitos elementos emprestados desses tipos de roteiro para que você possa montar scripts para seus vídeos, sejam eles de ficção, de conteúdo e até mesmo de vendas.

Qualquer roteiro, tradicionalmente, é dividido em cenas, e logo você vai entender o por quê.

Se possível, procure adicionar algum dinamismo a seus vídeos, seja filmando em locações diferentes, usando duas ou mais câmeras para mostrar dois pontos de vista ou alternar seu vídeo com você falando para a câmera, depois usando animações, fotos e até mesmo a filmagem da tela do seu computador para complementar.

Desde que faça sentido dentro do contexto do seu vídeo.

Para os vídeos do canal do YouTube do Viver de Blog, procuro mesclar takes meus explicando o assunto com imagens que ilustram bem os conceitos que estou passando, para prender a atenção do espectador.

Aliás, se você ainda não é inscrito no nosso canal, é só se inscrever aqui para não perder nenhuma novidade por lá.

Voltando ao roteiro, a cada mudança de cenário, de figurino, de tempo ou até de assunto, será considerada uma nova cena.

Cada cena do seu roteiro será composta por um cabeçalho, com as seguintes informações:

  • O que será gravado naquela cena (descreva a ação exatamente como ela deverá ocorrer, o que você estará fazendo e até o figurino se tiver relevância para seu vídeo);
  • Em que local será gravada a cena ( se será externa ou interna, qual será esse lugar);
  • Se será de dia ou de noite, ou melhor, se estará claro ou escuro.

Veja um exemplo:

Cena 1- Interna – Dia

Câmera aberta – Primeiro Plano

No escritório de casa, Henrique explica 3 dos mais conhecidos estilos de aprendizagem e antecipa os pontos mais importantes do vídeo.

Esse é apenas um exemplo. Você pode simplificar muito mais, se desejar.

Além disso, nos roteiros tradicionais, não é costume indicar em que plano será gravada a cena, como eu fiz ao definir que o take seria filmado em primeiro plano (dos ombros para cima).

Porém, como filmo sozinho, esse tipo de definição ajuda muito na hora de fazer os ajustes de foco, posição da câmera e até escolha da lente para a cena em questão.

E não esqueça, a cada mudança, escreva uma nova cena com seu respectivo cabeçalho.

Você também não precisa escrever todas elas em uma sequência. Quebrar seu roteiro em cenas traz bastante flexibilidade para a montagem final do seu vídeo.

Como fazer um roteiro: por onde começar?

como-fazer-um-roteiro-03

Todo conteúdo começa a partir de uma ideia, seja ela vinda da sua observação do dia a dia, dos pedidos de leitores de seu blog ou de buscas de palavras-chave relacionadas a seu negócio e com um bom volume de buscas.

Eu, pessoalmente, não acredito em esperar um momento mágico de inspiração para criar novos conteúdos, mas sim em estratégia e principalmente em estar atento ao que o meu público deseja consumir.

Por isso recomendo que você use nosso Planner, para organizar sua produção seja de artigos, podcasts, infográficos ou vídeos.

Temas pré-definidos irão adiantar e muito seu trabalho futuro.

Caso você não tenha tanto tempo para criar conteúdos originais para seus vídeos, mas já tenha uma boa base de artigos em seu blog, por exemplo, faça a Multiplicação Mágica de Conteúdo e adapte seu conteúdo para vídeo.

Como a linguagem falada tende a ser bastante diferente da maneira como escrevemos, procure naturalizar seu texto, trocando expressões que você normalmente não utilizaria para conversar com alguém.

E, por fim, não escolha assuntos sobre os quais você possui pouco ou nenhum conhecimento ou que não estão relacionados a seu negócio, mas estão em alta.

Soará falso perante os olhos e ouvidos da sua audiência.

Como fazer um roteiro: escrevendo para a câmera

como-fazer-um-roteiro-08

Principalmente quem está acostumado a escrever textos, como artigos e livros, poderá ter uma dificuldade inicial maior para fazer um roteiro.

Essa foi uma dificuldade minha quando comecei a gravar vídeos, pois estava bastante acostumado a produzir conteúdos em texto.

Nada que muito treino e estudo não resolvam, é claro. Para isso, também tive ajuda de um especialista no assunto, meu amigo Vitor Alli do Falar para a Câmera.

No curso dele, aprendi algumas otimizações de texto para saber como fazer um roteiro que funciona, e que podem ser muito úteis para você também:

  • Evitar o uso de nós e usar a gente;
  • Repetições de palavras e redundâncias podem ser usadas com cautela;
  • Evitar apostos (informações entre vírgulas) e optar por criar uma nova sentença ou eliminar a frase;
  • Não usar ênclises, por exemplo, ao invés de “propuseram-me” usar “me propuseram”;
  • Utilizar a voz ativa (eu vou fazer um roteiro ao invés de um roteiro será feito por mim);
  • Evitar o uso do futuro simples ( no lugar de eu farei um roteiro usar eu vou fazer um roteiro);
  • Não use palavras difíceis ou ambíguas;
  • Não dar mais de uma informação por frase. Seu espectador precisa de tempo para absorver cada informação.

Como você deve ter percebido, geralmente não usamos esse tipo de linguagem em nosso dia a dia. Logo, por que usá-las em um vídeo?

Em um vídeo, pequenos erros de português são até tolerados, se necessário, para alcançar a naturalidade da nossa fala.

Caso você não faça um roteiro adaptado para a linguagem falada, você certamente vai deixar explícito para quem assiste que está lendo um roteiro ou que, no mínimo, se esforçou para decorar as falas.

Claro que, se esse tipo de fala mais formal faz parte da sua personalidade, e soa natural para quem já conhece você, mudar essa característica teria o efeito contrário.

A dica é clara: faça o que for mais natural e confortável para você.

Também evite usar jargões do seu mercado, frases e expressões batidas ou popularizadas por outras pessoas. Mesmo que você admire alguém e use o trabalho dessa pessoa como referência, nunca tente parecer aquilo que você não é.

E muito menos saia imitando outras pessoas. Coloque sua personalidade e deixe sua marca pessoal em seus vídeos.

Crie sua própria voz e faça-a transparecer na hora de fazer um roteiro.

E também procure se adequar ao seu mercado e à sua audiência.

Coloque suas melhores ideias no papel, estruture suas cenas, seu diálogo e quando terminar, leia tudo novamente e comece a cortar. Corte tudo aquilo que parecer desnecessário.

Lembre-se que você está fazendo um vídeo e que o visual é parte importante dessa mídia, portanto, tudo que você puder mostrar ao invés de falar, faça.

Como fazer um roteiro ainda mais otimizado

como-fazer-um-roteiro-04

Até aqui você já descobriu como fazer um roteiro organizado, com boas ideias e bem escrito.

Mas antes de correr para a frente da sua câmera, você pode melhorar ainda mais seu conteúdo. E assim conseguir engajar muito mais sua audiência.

Portanto, fique de olho nessas dicas:

Organize seu roteiro

como-fazer-um-roteiro-05

A organização de um processo produtivo garante que este aconteça de forma mais rápida, sem perda de tempo com coisas que podem ser resolvidas com antecedência.

No caso de vídeos, isso se torna ainda mais verdadeiro.

Se o seu vídeo irá misturar vários elementos, como transição de câmeras, uma filmagem em primeiro plano alternada com um takes mais abertos ou ainda close em algum produto, tudo isso precisa estar bastante organizado quando você pensar em como fazer um roteiro.

Você pode ir além da escrita do cabeçalho de cena e organizar as informações por cores.

Por exemplo, vamos supor que você irá gravar um vídeo de vendas para um curso seu.

Sabendo da importância desse vídeo, você decidiu misturar tomadas suas falando sobre sua oferta, com filmagens da área de membros do seu curso e uma narração sua por cima.

Se para cada um desses elementos, a filmagem principal, a gravação da tela do computador e a narração gravada à parte você atribuir uma cor diferente, seu roteiro estará muito mais organizado.

Qualquer pessoa que ler esse roteiro irá entender em qual parte do processo de montagem entrará cada um desses elementos.

Se você tiver um editor, ele certamente ficará grato por isso. Se não, você irá economizar algumas horas durante pós-produção.

Entre no assunto principal do seu vídeo nos primeiros 30 segundos

como-fazer-um-roteiro-06

Roteiros de ficção não existem sem um elemento: o conflito.

O conflito nada mais é do que o “problema” que será apresentado e resolvido ao final da história.

Tente transpor essa ideia para seu vídeo. Qual será o conflito principal que seu conteúdo busca solucionar?

A falta de tempo para produzir conteúdos, em um vídeo sobre produtividade, por exemplo?

Tente resumir a mensagem principal do seu vídeo em uma única frase ou conceito e deixe isso bastante claro para o espectador logo nos 30 segundos iniciais do roteiro.

Funciona muito bem para captar a atenção da sua audiência, o que você precisa fazer logo de cara.

Fale diretamente com a audiência

como-fazer-um-roteiro-07

A palavra que mais gostamos de escutar é o nosso nome. E depois dela, a palavra “você”.

Portanto, usar “você” e “seu ou sua” são boas maneiras de engajar ainda mais sua audiência.

Outra boa maneira de chamar a atenção das pessoas, é produzindo conteúdo de qualidade, é claro, mas principalmente alinhado ao interesse delas.

Por isso indico que você faça pesquisas para descobrir quais os assuntos mais procurados por sua audiência, em ferramentas como o Google Keyword Planner, SEM RushAhrefs.

Mantenha seu conteúdo o mais pessoal possível para instigar as emoções do seu público.

Para fazer isso, procure usar exemplos de como aquele conteúdo que você está passando em seu vídeo se encaixa na vida do espectador ou como ele pode usar para resolver algum problema.

Por isso é tão importante conhecer os medos, desejos e objeções de sua audiência, para assim saber como fazer um roteiro que consegue atingir as pessoas de uma maneira muito mais profunda.

Escolha o tom de voz adequado

como-fazer-um-roteiro-09

A escolha do tom de voz adequado para seu vídeo pode ser feita antes mesmo de gravar um tomada sequer, já no roteiro.

Imagine que você está conversando com a persona do seu negócio, bem ali na sua frente.

O que fará mais sentido na mensagem que você deseja passar?

Filmar em close-up, para dar ênfase às suas expressões e deixar o vídeo mais emotivo?

Ou talvez apostar em um plano médio para quem assiste você consiga enxergar a sua linguagem não verbal, parte importante da comunicação audiovisual.

Decidir o “tom” vai além de optar entre uma linguagem formal ou informal, mas sim pensar em todos os elementos que estarão presentes para reforçar o que você precisa transmitir.

Conte histórias

como-fazer-um-roteiro-10

Dados e estatísticas tornam seus conteúdos, sejam eles em vídeo, áudio ou texto, muito mais interessantes e principalmente dão credibilidade àquilo que está sendo dito.

Porém, basear um vídeo somente em dados técnicos é a receita perfeita para colocar seu espectador para dormir.

Ou pior, fazer com ele desista de assistir a seu vídeo e procure outra coisa mais interessante para fazer.

Não importa se você fez um excelente trabalho de SEO para YouTube e conseguiu ranquear seu vídeo nas primeiras colocações de busca para o termo escolhido.

Você já sabe que precisa disputar a atenção da sua audiência não só com outros vídeos, mas com a TV, com celular e por aí vai.

Se o seu conteúdo for ruim ou chato, as pessoas desistirão de você logo após o clique.

O jeito mais eficiente de manter uma pessoa prestando atenção naquilo que você está falando é através de uma história.

O Storytelling funciona bem para qualquer tipo de mídia, pois os seres humanos são apaixonados por boas histórias.

A grande maioria dos vídeos informativos traz uma característica em comum: a ausência de histórias e excesso de fatos.

Ao invés de listar os benefícios de um produto seu, por exemplo, que tal contar uma história bem sucedido de um cliente que tinha um problema e conseguiu resolvê-lo por sua causa.

Talvez pessoas da sua audiência com os mesmos problemas que você apresentou na história podem se identificar, entender muito melhor quais os benefícios do seu produto e até decidir comprar.

Só não esqueça de manter a coerência.

Contar uma boa história que nada tem a ver com o seu conteúdo ou esperar até o último minuto de vídeo para chegar ao X da questão, pode irritar seus espectadores.

E mais: escolha apenas uma história para ilustrar um ponto importante. Geralmente, vídeos de não ficção (não estamos falando de documentários) vão seguir duas linhas narrativas:

  • Solução de problemas: você, seu produto ou sua empresa serão os heróis dessa história e que tornarão a vida de quem assiste muito mais fácil. Durante sua história dê muito mais ênfase na solução do que no problema.
  • Análise de processos e produtos: excelente para vídeos tutoriais de “como fazer” ou análise de produtos e serviços. Não há um problema a ser resolvido aqui, apenas a apresentação de algo, seguindo uma linha narrativa de uma história, com começo, meio e fim.

Estabeleça um ritmo

como-fazer-um-roteiro-09

Na dúvida entre falar rápido ou devagar em seu vídeo, use o equilíbrio.

Caso você acelere demais sua fala, ninguém conseguirá entender o que você está querendo explicar. Se for devagar demais, irá causar bastante irritação.

Uma boa indicação é manter seu diálogo no vídeo com 125 a 150 palavras por minuto.

Não tente colocar muito mais palavras do que isso, pois sua audiência precisa de um tempo para respirar e absorver as informações que você está passando, especialmente se for algum tema complexo ou técnico demais.

Se quiser saber quanto tempo seu roteiro demora para ser lido, use esse programa aqui.

Feche com uma Call to Action

como-fazer-um-roteiro-11

Todo conteúdo estratégico precisa de uma call to action.

Não existe um final melhor para seu roteiro do que uma chamada para a ação.

Depois de engajar, envolver o espectador na sua história e no seu conteúdo e simplesmente deixar ele ir, parece desperdício de tempo, não?

Aproveite esse momento para pedir por um like no YouTube, um compartilhamento no Facebook ou até mesmo para a pessoa se inscrever no seu canal, deixar feedbacks, baixar um material premium ou um comentário.

Não deixe de pensar na call to action quando for pensar em como fazer um roteiro para seu vídeo.

Leia em voz alta

como-fazer-um-roteiro-12

Não basta ler seu roteiro em voz alta, em um tom de voz monótono.

Leia como se você estivesse gravando o vídeo. Encare esse momento como uma espécie de ensaio para o momento da gravação.

Você pode até mesmo gravar a sua voz e ouvir em um outro momento, para entender se está bom ou não.

Essa é a hora de descobrir se todas as palavras que você escreveu fazem sentido, e se soam naturais quando você fala.

Caso perceba que está errando a leitura, repetidas vezes na mesma parte, atenção: pode ser melhor retirar aquele trecho ou reescrever a ideia.

Teleprompter: usar ou não?

como-fazer-um-roteiro-13

Você é daqueles que acredita que ler o texto em um Teleprompter dá a impressão de artificialidade?

Ou não consegue nem imaginar gravar um vídeo sem usar essa ferramenta?

Para aqueles que morrem de medo de usar o Teleprompter e sequer consideram a hipótese, eu tenho algumas posições que vou dividir com você.

Eu não o uso em todos os vídeos que gravo.

Muitas vezes, tudo que eu preciso é de uma Dália, uma lista dos principais tópicos que vou abordar. Pode ser feita em um simples post-it, uma lousa ou até no Teleprompter mesmo.

Se possível, marque quantos minutos você pretende gastar em cada tópico para não correr o risco de sair da linha de raciocínio.

Ao tirar de lado a preocupação em decorar o texto, você consegue prestar mais atenção na entonação de voz, na sua linguagem corporal e nos momento de pausa para facilitar a edição.

Você até pode comprar um Teleprompter, mas basta utilizar seu Notebook e um programa adequado.

Para evitar a sensação de estar lendo, haja naturalmente, tente olhar para a lente da câmera e não tanto para o Teleprompter.

Uma dica que não falha é: coloque a câmera a uma distância razoável, assim o espectador não conseguirá ver perfeitamente se seu olho está focado na lente ou levemente para o lado, para ler o roteiro que você escreveu.

E se você prefere conteúdos visuais, clique aqui embaixo para assistir o vídeo que está em nosso canal do YouTube:

Não deixe de fazer sua inscrição no nosso canal no YouTube para ver mais vídeos

Conclusão

como-fazer-um-roteiro-14

Viu como é simples aprender como fazer um roteiro?

Você não precisa gastar horas e horas para organizar suas ideias e partir para a gravação de seus vídeos.

O tempo que consigo economizar somente por ter uma guia para seguir, é inestimável.

Se não fosse por esse processo inicial, eu certamente não teria como gravar vários vídeos no mesmo dia. Mas ao saber o que precisa ser feito de antemão, tudo flui mais facilmente.

Então, recapitulando, vamos ver tudo que você precisa na hora de pensar em como fazer um roteiro para seus vídeos:

  • Vá anotando suas ideias, sugestões de leitores ou clientes em algum lugar;
  • Pesquise o interesse da sua audiência sobre os assuntos que surgiram em suas ideias;
  • Pesquise vídeos de outras pessoas sobre o assunto para ver o que você pode fazer melhor;
  • Colete dados de fontes confiáveis para enriquecer seu roteiro;
  • Escreva as cenas e suas respectivas descrições;
  • Corte e reordene o que for necessário;
  • Corte mais um pouco;
  • Leia em voz alta, veja se o texto se adapta bem à sua fala. Caso contrário, faça os ajustes necessários.

E pronto! Você já pode gravar.

Você deseja aprender a produzir conteúdos memoráveis 2 vezes mais rápido e com 10 vezes mais poder de viralização e vendas, mesmo que você não tenha o dom da escrita? Conheça o curso de produção de conteúdo do Viver de Blog. Clique aqui embaixo e saiba mais!

banner-pcm

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

  • Como sempre mais um artigo épico e impossível de não ler até o final. Também tenho dificuldades em usar um teleprompter, mas estou trabalhando para superar esse obstáculo porque o resultado vai valer a pena. Parabéns pelo conteúdo e obrigada por compartilhar 😉

    • Opa Graciela! Eu que agradeço pela sua leitura e comentário! 🙂

      Com o tempo e prática vai ficando mais tranquilo usar o teleprompter! Realmente, ele ajuda bastante e o resultado compensa com certeza!

      Vamo que vamo!

      Grande abraço e sucesso em seus vídeos! 😉

  • Edielton Paulo

    Muito bom. Gostei muito das dicas. Quero muito poder falar em público, seja presencialmente ou por meio de vídeos. Com certeza seguirei as dicas quando começar. Valeu Henrique Carvalho!!!

    • Olá Edielton! No começo é um pouco mais complicado porém com o tempo e prática vai melhorando bastante! 🙂

      Desejo que consiga rapidamente desenvolver esta habilidade e espero que possamos ajudá-lo com nossos conteúdos!

      Grande abraço e sucesso na jornada, man! 😉

      • Edielton Paulo

        Obrigado pela dica adicional.

        E sim, vocês já me ajudam com seus ótimos conteúdos!

        Grande abraço!

  • Henrique, como leitor assíduo eu adorei muito esse post, com certeza relerei para aprimorar minhas técnicas de roteiros e de vídeos. Eu até falo bem, mas em frente das câmeras tenho um receio meio natural e sinto que os roteiros me ajudarão muito, eu já os utilizo na programação de conteúdo que faço nos meus projetos e dou valor o quanto é importante.

    E sei que em um futuro próximo irei utilizar muito o YouTube no meu futuro site de Marketing Digital http://www.playmarketingdigital.com.br que vai lançar dia 3 de fevereiro, nesta sexta. Você foi um dos grandes inspiradores na minha escrita e seria uma honra tê-lo como leitor, e muito mais o seu público.

    Em breve irá ao ar com uma contagem regressiva e uma CTA que vou disponibilizar gratuitamente um “ebook trailer” para as pessoas conhecerem e se interessarem pelo projeto.

    Forte Abraço e espero você e o público do VDB lá!

    • Opa Adão! Que alegria saber sobre o seu projeto! Este período é bem gostoso, envolve os preparativos finais para ver nascer o que tão carinhosamente foi elaborado e estruturado!

      Desejo muito sucesso pra você! Espero que nossos conteúdos continuem te ajudando e que cada vez mais possamos te oferecer conteúdos relevantes para a sua jornada! Começa agora uma etapa fundamental que é, após lançar o seu site, fazer com que ele cresça e te traga os frutos pretendidos!

      Para esta e todas as outras etapas, conte com a gente sempre! Torcemos muito por você! 😉

      Vamo que vamo! Tem muito sucesso te esperando! o/

      Grande abraço!

  • Edu

    Top 10!

  • Fabiano Cabral

    Show de roteiro e ficou muito bom agora vou organizar as minhas gravações de vídeos.
    Obrigado meu Mentor estamos juntos.

    • Haha tamo junto, man!

      Fico feliz por saber que este conteúdo vai te ajudar!

      Vem muito mais por aí! o/

      Forte abraço!

  • Muito top. Eu estava precisando de um guia como este, estou iniciando com os vídeos e estava com muita dificuldades de cria-lo isso vai me ajudar muito. Só uma observação, não estou conseguindo baixar o e-book, esta dando erro, já tentei varias vezes e deu erro. Muito obrigado pelo conteúdo.

    • Consegui baixar o e-book HC como diz o Samuca.

      • Olá Ronaldo! Que bom que irá te ajudar! Elaboramos este artigo exatamente para que pudéssemos colaborar com as pessoas que assim como você tem muito a transmitir e por estarem no início ainda procuram alguns conhecimentos adicionais para estruturar melhor os vídeos que serão produzidos!

        Espero que goste do eBook!

        Grande abraço! 🙂

  • Leandro Antunes

    Só podemos agradecer, por tamanha dedicação e ajuda que tem nos dado na construção de levar conteúdo as outras pessoas.
    Como vc nos deu esse presente vou lhe dar um também, a minha história de vida, sou deficiente visual e ex morador de rua, superei as barreiras e hoje sou advogado.

    https://www.youtube.com/watch?v=GPzbrssCRm0

    Tenho usado muito seus ensinamentos para levar essa minha historia através de um blog. Grande Abraço.

    • Opa Leandro! Que bom que nos acompanha e gosta dos nossos conteúdos! 🙂

      Muito bacana a sua história! Fiquei bastante emocionado com sua trajetória e principalmente, com suas escolhas e perseverança em buscar sempre os caminhos da superação e crescimento!

      Desejo muito sucesso e que cada vez mais você possa inspirar as pessoas a vencer também! 🙂

      Grande abraço!

  • Jônatas Arruda

    muito interessante estou pensando em fazer o curso

    • Olá Jônatas! Que bom que gostou! 🙂

      Obrigado pelo feedback! Quanto ao curso, conhecimento é a melhor ferramenta para trilhar corretamente o caminho do sucesso e faz toda a diferença na jornada!

      Vamos que vamos! 🚀

      Forte abraço e sucesso!

Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

344 Compart.
Compartilhar335
Compartilhar6
Twittar3
WhatsApp