close

Mais Receitas

Como Vender sem Vender Sua Alma: O Novo Marketing

Henrique Carvalho Escrito por Henrique Carvalho em 1 de julho de 2013
Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

como vender sem vender sua alma ao diabo

Existe algo tão irritante como um vendedor forçando uma venda?

Você consegue sentir a presença deles a quilômetros de distância.

Aquele sorriso falso no rosto. A ideia de que instantaneamente vocês são melhores amigos.

O papo de “esse é o último produto que temos em nosso estoque” ou “esse produto está em promoção somente até amanhã“.

Sim, a maioria deles parece se preocupar mais com as comissões da venda do que ajudar de fato o cliente. Afinal, esses “vendedores baratos” utilizam os gatilhos mentais de forma duvidosa, pouco honesta.

E quando transferimos esse conceito do mundo “offline” para o mundo “online“, em que qualquer um pode vender o que desejar (alguns esquemas suspeitos de marketing multinível não me deixam mentir), a proporção torna-se exponencial. Eles estão em todos os lugares:

  • Sites com um “arranha-céu” de banners de produtos do tipo “renda fácil”.
  • Páginas de venda com uso intenso de marca texto amarelo para chamar sua atenção.
  • Promessas de ganhar dinheiro sem trabalhar. (leia aqui sobre a verdade que ninguém contará a você sobre ganhar dinheiro online)

Você entendeu. Novamente, são pessoas mais preocupadas em vender do que de fato ajudar. Esquecem do valor do produto oferecido e pensam apenas na comissão.

Na busca pelo ganho “fácil”, esquecem seus valores, sua honestidade, seu caráter. Vendem sua alma para vender mais. E será que realmente vendem?

Hmm.. essas pessoas podem até vender alguns itens, mas todos os empreendedores digitais sérios sabem que esse é um tiro no próprio pé. Um atalho para o fracasso, muitas vezes sem volta.

Porém, olhando pelo lado sério, vender é colocar anos de pesquisa e desenvolvimento de um novo produto que busca solucionar um velho problema. Vender também significa ajudar milhares de pessoas com sua energia, trabalho e conhecimento através de um produto ou serviço oferecido.

O problema está na qualidade do produto e na forma de como vender.

Portanto, como vender sem vender sua alma, não cedendo a esses métodos agressivos que só ferem a sua credibilidade?

Continue lendo esse artigo para saber mais sobre:

A “Moeda” do Jogo é Confiança

Todos os empreendedores de sucesso que conheço são aqueles que não estão focados em fechar uma venda.

As pessoas sentem quando você está se preocupando de verdade com elas. É como se essas pessoas tivessem um medidor de confiança a todo momento. Ao ler seus artigos, ver seus vídeos e cair nas páginas de venda de seus produtos, elas avaliam sua confiança na frente de qualquer outra coisa.

Se você parece mentir ou parece apenas empurrar um produto, se preocupando com a comissão, elas irão sentir isso e a confiança delas por você irá cair.

E para quem deseja trabalhar na internet, esse pode ser um tiro no pé.

Porém, se você conseguir gradativamente conquistar a confiança de seus leitores, através de artigos de qualidade e dicas que os ajudem a resolver problemas, eles irão colocá-lo em um nível mais alto em seu “medidor de confiança”.

A “moeda” do jogo de ganhar dinheiro online é a confiança.

Quanto mais seus leitores confiarem em você, mais oportunidades de vender um produto/serviço você terá, porque eles sabem que você não está empurrando algo, mas oferecendo uma maneira de solucionar um problema, uma aflição ou a falta de um conhecimento.

E se você não conhece a importância de escolher com cuidado o nicho de mercado que deseja atuar e nem sabe qual lugar deseja ocupar na mente da sua audiência através da estratégia de posicionamento, sinto dizer mas você pode estar deixando dinheiro na mesa.

No medidor de confiança, você sobe em degraus, mas desce de elevador, em plena queda livre.

Basta ver como um experiência ruim se propaga rapidamente através das redes sociais.

Portanto, embora seja um benefício ganhar dinheiro pelo seu trabalho de compartilhar conhecimento e ajudar de verdade as pessoas, nunca coloque o dinheiro na frente da sua integridade e na confiança que se espera de você.

Lembre-se: “A moeda do jogo de ganhar dinheiro online é a confiança.”

Interrupção x Permissão: O Velho x Novo Marketing

Antigamente, o marketing da interrupção era o conceito padrão e milhares de empresas gastavam milhões de reais em anúncios de TV, rádio e cinema.

A interrupção era a forma mais efetiva de se conseguir a atenção de um possível cliente. Você interrompia o que ele estava fazendo (assistindo futebol na TV, ouvindo notícias no rádio ou esperando o início de um filme) para mostrar a ele sua mensagem.

Na internet, os pop-ups de propagandas faziam esse papel de interrupção, assim como algumas distrações já conhecidas como hotwords, anúncios de  mal posicionados, entre outros.

Não significa que esses métodos não funcionem, mas quanto mais os usuários vão navegando na internet, eles se tornam cada vez mais imunes a estratégias agressivas de vender algo. Leia aqui algumas dicas para melhorar a usabilidade do seu site.

Métodos de interrupção como o “arranha-céu” de banners na lateral de um site, pop-ups de propagandas e o marca texto amarelo em páginas de vendas foram perdendo sua efetividade, sendo substituídos por estratégias como marketing de contéudo.

O leitor cansou de ser interrompido e agora é ele quem deve permitir que sua mensagem chegue até ele. Perceba como os softwares de email marketing (como MailChimplink afiliado) cada vez mais estão do lado da confirmação em 2 passos.

Isso quer dizer que você precisa confirmar seu email para receber informações de um site na sua própria caixa de email. Você é livre para receber, assim como é livre para deixar de receber.

A transição do Marketing da Interrupção para o Marketing da Permissão é gradativa, mas ganha cada vez mais espaço. Simplesmente porque essa é a melhor estratégia de Marketing Digital.

Portanto, você precisava conquistar a confiança de seu leitor antes de tudo. Principalmente, antes de uma venda.

E por que estou compartilhando essa visão do Velho Marketing (Interrupção) x Novo Marketing (Permissão)?

Como o assunto desse artigo é vender mais sem vender sua alma, você precisa entender como gerar mais receitas em seu site nessa nova realidade do marketing digital.

É por esse motivo que irei compartilhar um pouco do modelo do Viver de Blog para gerar receitas, mesmo sendo um novo blog, com pouco mais de 1 mês.

Ah, e se você ainda não cadastrou seu email aqui no site, coloque seu email no campo abaixo e clique no botão para ser o primeiro a receber dicas para melhorar seu site/negócio.

O Caso Viver de Blog: Como Gerar Receitas de Modo Invisível

Nesse curto período que o Viver de Blog existe, a pergunta que mais deixa os leitores intrigados aqui é:

Como é possível o Henrique gerar receita com um novo blog e sem usar anúncios?

Nessa seção, buscarei responder essa pergunta sendo bem transparente com você, como sempre fiz.

O Viver de Blog não possui hoje anúncios do tipo adsense, não possui banners e não aceita nenhum tipo de artigo patrocinado.

Dê uma volta por diversos sites de marketing digital e é possível que você consiga listar nos dedos quantos seguem semelhante filosofia.

Porém, nesse curto período do site, já foi possível gerar receitas satisfatórias, que cobrem todos os custos obtidos até agora com esse novo projeto. Como?

Marketing de Afiliados

Basicamente, o marketing de afiliados funciona da seguinte forma:

  1. Você se afilia a um produto.
  2. Você coloca seu link de afiliado em seu site ou qualquer mídia de comunicação.
  3. Um usuário clica nesse seu link e cai na página do produto que está sendo promovido.
  4. Ele compra o produto e você ganha uma comissão pela venda.

Um ótimo exemplo desse funcionamento é o Hotmart, plataforma que utilizo tanto como produtor, buscando afiliados para promover meu eBook sobre investimentos, como afiliado, buscando promover produtos de pessoas de confiança.

Por um breve momento você deve ter pensado que é muito fácil ganhar dinheiro assim. Hmm … irei me afiliar a um produto que custa R$ 200 com 50% de comissão. Logo, ganho R$ 100 por comissão por cada venda. Espalho um monte de links no meu site, nas redes sociais e pronto!

Não caia nessa falsa ilusão. Você precisa de muito mais para conseguir um retorno com marketing de afiliados. Abaixo listo 3 fatores extremamente importantes:

1. Você NUNCA deve promover produtos que não conhece/utiliza pessoalmente

Acredite, aqui no Viver de Blog já recebi muitas propostas para divulgar um produto sendo afiliado, mas já rejeitei mais de 90% deles. Por que?

Porque a qualidade desses produtos era totalmente questionável e porque eu não tinha conhecimento suficiente sobre a pessoa ou o produto para recomendá-lo.

Uma dessas pessoas que recomendo de olhos fechados é o Bruno Picinini. Suas estratégias que funcionam há tempos e uma delas pode funcionar para você, que deseja viajar o mundo e manter um negócio lucrativo ao mesmo tempo. O Bruno criou o curso Férias Sem Fim e eu gosto de recomendar porque sei o conteúdo valioso que ele tem a oferecer.

Você precisa dizer muitos “não” para chegar a um único “sim”.

2. Pense na Contextualização

Talvez você já tenha encontrado um produto que seja ótimo, que você utilize no seu dia-a-dia e que possa ajudar muitas pessoas que acompanham seu trabalho.

Porém, na hora de divulgá-lo, você sai espalhando-o por tudo quanto é lugar. Coloca banners no seu site, posta links em todas as suas redes sociais, cria um artigo sobre o produto e, quando olha as estatísticas, não vendeu nenhum item.

Qual é o problema?

Provavelmente, você ainda não possui a confiança necessária do seu público para recomendar um produto.

Porém, você não está contextualizando esse produto de forma alguma. Está simplesmente jogando-o em tudo quanto é lugar para tentar atingir mais pessoas.

Como aplico a contextualização aqui no Viver de Blog?

Se escrevo um artigo sobre geração de tráfego e utilizo pessoalmente um produto para fazer a pesquisa de keywords, analisar a “concorrência” e acompanhar meus rankings no Google e no Bing, é adequado mencionar esse produto.

Afinal, ele pode ajudar um leitor a pensar de forma mais estratégia no seu conteúdo, gerando mais tráfego, além de estar totalmente inserido dentro do contexto de um artigo sobre geração de tráfego.

O exemplo real é o artigo sobre os 7 passos para gerar mais tráfego, em que comento sobre o Market Samurai (link afiliado) e faço questão de sempre colocar ao lado do link do produto “(link afiliado)”, como fiz agora, para indicar que recebo uma comissão caso alguma venda seja gerada pelo meu link.

Contextualização é muito importante. Quando você divulga um link sem contextualizar sobre como ele pode ajudar seus leitores, por mais maravilhoso que seja o produto e você o ame, as pessoas poderão pensar que você está apenas divulgando-o para ganhar dinheiro.

3. Deixe claro que se trata de um link afiliado

Muita gente poderá discordar de mim nesse ponto. Afinal, são raras as pessoas que discriminam quando um link é afiliado (recebendo uma comissão caso ocorra uma venda) ou não é afiliado.

Como já disse, não existe problema nenhum em divulgar um link afiliado, se ele estiver dentro de um contexto e caso ele realmente seja útil para resolver um certo problema, apresentando a melhor solução e que você mesmo usa no seu dia-a-dia.

Logo, por que não dizer simplesmente que se trata de um link afiliado?

Muitos acham que desse modo a pessoa poderá se sentir vendida. Porém, pela minha experiência ocorre justamente o contrário.

Quando você diz claramente que se trata de um link afiliado, a confiança gerada por você compartilhar essa informação (que poucos fazem) só aumenta, assim como as chances da pessoa também utilizar essa produto através de sua recomendação.

Portanto, não tenha medo de mencionar que se trata de um link afiliado. Lembre-se que se você seguiu os dois passos anteriores, você só está querendo compartilhar como e o quanto esse produto/serviço ajudou você e pode ajudar essas pessoas também.

Em certos casos, a afiliação traz um benefício exclusivo do que adquirir o produto por conta própria. Um exemplo é o caso do MailChimp, que oferece $30 de bônus quando você cria um conta com eles, através desse link. (link afiliado)

Conclusão – Recapitulando

como vender sem vender sua alma ao diabo

Você não precisa ser como eles. Não precisa deixar de lado sua integridade, sua honestidade e seu caráter para fazer uma venda, para fechar um negócio.

Lembre-se: “A moeda do jogo de ganhar dinheiro online é a confiança.”

E só existe uma maneira de ganhar a confiança de seus leitores: agregando o máximo de valor para eles.

É o princípio da reciprocidade. Você ajuda para (quem sabe) ser ajudado. Não espere nada em troca. O que é recíproco vem na forma de gratidão.

Todo negócio precisa de receitas para se manter. Até mesmo igrejas precisam de dinheiro para realizar reformas. O dinheiro é apenas um meio, não um fim.

Portanto, não tenha receio de recomendar um produto (seja seu ou de terceiros), desde que você tenha certeza de que ele é capaz de melhorar a vida de uma pessoa.

Mesmo se o produto não for seu e recomendá-lo através do marketing de afiliados, lembre-se das 3 regras:

  1. Você NUNCA deve promover produtos que não conhece/utiliza pessoalmente
  2. Pense na Contextualização
  3. Deixe claro que se trata de um link afiliado

Ganhar Dinheiro Online parece fácil, mas não é.

Não esqueça de gerar um impacto extremamente positivo na vida das pessoas.

Somente depois, sinta-se confortável em recomendar uma solução através de um produto.

O dinheiro é apenas uma mera consequência.

Você acredita que criar um blog é pra quem entende de ferramentas e softwares? Eu vou te mostrar o passo-a-passo para você criar um blog do zero ao longo de 7 aulas práticas (100% grátis). Comece agora mesmo!

Curso 100% grátis! Crie seu blog do zero até o lançamento ao longo de 7 dias com 7 aulas totalmente grátis.

Blog do Zero

Conhecer
Blog do Zero

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

  • erikcosta

    Olá Henrique,

    Parabéns pelo artigo esclarecedor e que poderá ajudar várias pessoas na internet á promoverem seus produtos e serviços da forma mais correta. O importante é sempre focar na qualidade do conteúdo e não promover qualquer produto somente visando os lucros.

  • William Andrade

    Olá Henrique.

    Muito interessante o artigo!

    Engraçado que no começo é assim mesmo, o comum é pegar “todos os programas que pagam melhor comissão” e sair dizendo que são as melhores coisas do mundo, “Ainda que não sejam”.

    Com o passar do tempo, você começa perceber que isso só da dor de cabeça, em um e-book que estou desenvolvendo, indico alguns blogs para estudo e cursos! E já tomei por base, só indicar quem realmente acompanho e acho relevante e cursos que já fiz, deixando claro que riqueza fácil de modo legal “Guru nenhum” pode te dar.. 😉

    Aliás, nesse e-book estou colocando seu blog como uma das fontes para estudo.

    Sucesso e abraço!

    • Oi William!

      Assim como tudo na vida, se você fizer as coisas de maneira medíocre, só colherá resultados medíocres.

      Para colher resultados fantásticos é preciso se preparar e trabalhar de modo diferenciado.

      Poxa, e muito obrigado por incluir o Viver de Blog nesse eBook. 🙂

      Abraços!

  • insistimento

    Esclarecedor Henrique. Talvez tenha sido por não conhecer os produtos do Insistimento que não tenha aceitado a minha proposta de parceria, mas em breve lançarei o produto no Hotmart e poderá conhecê-lo. O Insistimento existe há cinco anos, mas só neste ano estou estudando e aplicando formas para torná-lo um negócio realmente rentável, excluindo ganhos de AdSense que hoje tenho por lá. No mais, seu blog contribui demais com a nossa blogosfera de empreendedores digitais ou não.

    • Oi Marcos!

      Com 5 anos de conteúdo de boa qualidade certamente o público do Insistimento irá adorar um conteúdo exclusivo.

      Grande honra saber que o Viver de Blog está contribuindo, mesmo que de maneira humilde, para a nossa blogosfera.

      Grande Abraço!

  • Grande Henrique, ótimo artigo como sempre meu amigo!
    Esta foi uma política que sempre adotei no Efetividade blog, de somente divulgar produtos que confio e realmente faço uso. Semanalmente recuso ofertas, seja de posts patrocinados ou de produto afiliados.

    Estou adorando o VdB

    Abraço!

    • Oi Jônatas!

      Sempre percebi e admirei isso no Efetividade.

      Aliás, fico muito honrado pelo meu eBook e o do Rafael estarem lá. 😉

      São os “não” que dizemos que revelam quem realmente nós somos.

      Forte Abraço!

  • André Santos

    Mais um artigo SHOW !

    Compartilho das mesmas idéias, sempre trabalhei com foco em qualidade, e não me vejo fazendo algo diferente. Tenho estudado muito internet marketing, e é interessante ver a quantidade de lixo que existe, até cursos que ao invés de primar pela qualidade primam exatamente o inverso, pela quantidade.

    Na vida você tem que fazer escolhas, ou você é pessoa íntegra, e prioriza o que é correto e justo, ou você é só mais um querendo se dar bem em cima dos outros.

    Grande abraço,

    • Oi André!

      Obrigado pelo comentário. Como você disse são escolhas. Às vezes, o pessoal que oferece conteúdo (pago) meia-boca pode até se dar bem no curto prazo, mas eles precisarão melhorar para se diferenciar no longo prazo.

      Forte Abraço!

  • Bruno Gonçalves

    Olá Henrique,

    Sensacional. Assim você fecha o ciclo dos 5 caminhos que você tanto defende e preza para que um blog/site tenha sucesso.

    Só uma pergunta. Você falou sobre monetização usando links afiliados e usando o marketing de conteúdo. Eu acho excelente e muito bom isso. Mas, você tem planos para lançar algum infoproduto ? O que você pensa a respeito do adf.ly para monetização?

    Abraços.

    • Obrigado Bruno!

      Ciclo fechado e ainda tenho muito o que compartilhar por aqui. 🙂

      Tenho planos futuros sim. Porém, ainda não há nada totalmente fechado. Assim que tiver algo concreto em mente, avisarei aqui no site e na lista de email.

      Acho interessante o business model deles e uma forma válida para quem possui um público grande e deseja monetizar, desde que deixe claro que se trata de um anúncio.

      Forte Abraço!

  • No começo quando não temos muita experiencia em “vender” na internet se tornamos os caras chatos que tentam empurrar algum produto para qualquer um.Só depois de errar muito foi que vi que é como você disse,um banner é bem baixo a taxa de conversão,nada melhor do que um link dentro de um bom artigo rsrs.

    Com relação a conhecer o produto para depois inidcar eu acredito que é relativo,por exemplo,eu tenho o produto do Rafael Seabra e não li tudo e vi que é de qualidade, e mesmo que eu não tivesse comprado o produto sei que é muito bom,pois acompanho o que ele escreve no site dele.

    O mesmo pode se aplicar a você,eu recebo o HCinvestimento por email e vejo a qualidade dos artigos,embora não seja a minha “praia” finanças ,então decidi divulgar o seu produto….mesmo não tendo bons resultados rsrs.Quem sabe eu futuramente crie algum site relacionado e posso divulgar com mais eficiência rs.

    Abraço!

    • Oi Rafael!

      Todos cometemos alguns deslizes pelo caminho. Um dia compartilharei alguns (na verdade vários) deslizes que cometi ao longo de minha jornada. 🙂

      Exato. Como disse no artigo, a “moeda” do jogo é confiança. Por esse motivo, você adquiriu os eBooks e aproveita também para divulgá-los.

      Em relação aos resultados o ideal é testar sempre formas de divulgar. Artigos contextualizados são ótimas opções para aumentar sua conversão.

      Forte Abraço!

  • Eric Silva

    Sensacional! Não é fácil resistir a tentação de fazer um marketing de um passo. Porém os poucos que resistem a agirem da forma que você está agindo, faz toda diferença. isso é um fato. Uso e recomendo !

    • Obrigado Eric!

      Concordo. Ter um planejamento estratégico de longo prazo (ver a floresta ao invés das árvores) traz resultados incríveis se você mantiver o foco e a disciplina.

      Abraços!

  • Caio

    Cara, parabéns pelo artigo!
    O seu blog tá mto bom. Boa sorte aí pra você!

  • Welligion

    Olá Henrique,

    Parabéns pelo artigo, li até o final sem interrupção (coisa rara hoje em dia).

    Não só o conteúdo, mas me chamou atenção o design do seu blog (leio sem doer a vista rs).

    Você fará algum tutorial sobre como montar o design de um blog? Afinal também ajuda na confiança do leitor em relação ao site.

    Obrigado =)

    • Oi Welligion!

      Fico feliz que tenha gostado do conteúdo e do design do site.

      A leitura aqui é “otimizada” através de um design responsivo. Portanto, se você ler no computador, tablet ou smartphone a experiência será muito boa, não importa qual você escolher.

      Como adoro design, pode ter certeza de que escreverei mais sobre o assunto aqui no blog.

      Forte Abraço!

  • Massaker

    Quem lembra do post do Henrique, no site HC Investimentos, sobre investimento em ouro? Não informou que era um link filiado e foi esculachado por geral!!! Vivendo e aprendendo.. hehe. =)

    • “Esculachado” é um exagero. Porém, sempre é bom aprendermos com nossos próprios erros e consertá-los para não repetimos mais.

  • Wanderley Meirelles

    Olá Henrique, mais uma vez, texto muito bem escrito, com muita propriedade. Gosto muito da filosofia da verdade, algo que o Brasileiro deixa de lado com o conhecido “Jeitinho brasileiro”., porém, nos meus negócios, sempre trato da verdade com meus clientes. Sou agente de viagens freelance e sempre deixo claro que “minha agência” é apenas um nome fantasia e que minhas vendas são feitas pela agência que me homologa, além de informar todos os prós e contras dos pacotes que vendo, deixando a decisão final ao cliente. Já houve casos que incentivei meu cliente comprar um pacote que me pagava uma comissão menor, mas era o melhor para o perfil dele. Enfim, a verdade é sempre o melhor caminho e, ajudar nossos clientes prioridade número 1. Parabéns novamente. Abraços e até seu próximo texto.

    • Excelente comentário Wanderley!

      Tenho certeza de que, no longo prazo, você ajudará muito mais pessoas e fechará mais vendas como consequência desse pensamento.

      Tive casos parecidos em que percebi que o meu próprio produto ainda não era o ideal para um leitor do blog e não tive dúvida em indicar eBooks e livros mais adequados para ele.

      A resposta dele foi essa aqui:

      “Gostaria de contar de um fato excepcional da pessoa do Henrique Carvalho,
      Certo dia pedi um conselho sobre adquire ou não o eBook Alocação de Ativos, já que eu era marinheiro de primeira viagem, a forma como o Henrique Carvalho me respondeu mostrou claramente o grande profissional que ele é! Pois, ele primeiro se preocupou em tirar minhas dúvidas, mostrando claramente que o que importa para ele é a pessoa e não apenas vender o produto, na ocasião respondi com um email agradecendo sua ajuda. Gostaria de apresentar uma breve descrição do email que passei para ele,( Henrique Carvalho, Gostaria de destacar um ponto forte nesse momento que é o fato de sua transparência ao afirmar: Que não esta aqui simplesmente para “vender seu peixe”, mas mim ajudar de verdade! Isso sim! É ser um grande profissional!!! Este tipo de atitude elevara seu site HC Investimentos ao patamar de mais confiável em ascensão, parabéns!!! Seu sucesso é certo!!! ) “Amigos do Hotmart” O cara é 10!!!”

      O link com a minha entrevista e essa resposta:

      http://blog.hotmart.com.br/hotmart-entrevista-henrique-carvalho-autor-do-ebook-alocacao-de-ativos/

      Abraços!

  • Francisco Norberto Lima

    Parabéns Henrique.
    Estou começando um blog par ajudar pessoas e suas dicas tem me ajudado e muito. Comaçar da forma corret aé o caminho par ao sucesso. Muito obrigado por suas dicas. um forte abraço.

    • Fico feliz por ajudar Fracisco, mesmo que de forma humilde!

      Sucesso com o seu novo blog. 🙂

      Abraços!

  • Marcos Cezar

    Você é Fera !!! Parabéns !

  • Cristian Antinori

    Caro Henrique,

    Primeiramente quero lhe parabenizar pelo seu site/blog(ainda não sei bem a diferença entre ambos). Ainda não li muita coisa mas pretendo ler tudo e me sinto abençoado por ter conhecido o “viverdeblog.com” que irá me ajudar bastante com meus negócios.

    Em segundo gostaria de lhe perguntar como, aonde e qual ferramenta eu utilizo para criar um site?
    Atuo com vendas diretas em meu estado e gostaria muitíssimo de expandir meus negócios, se puder me iluminar meu caminho ficarei eternamente agradecido. 😀

    Obrigado e até breve.

    • Oi Cristian!

      Muito obrigado pelos elogios e que ótimo saber que o blog/site está sendo útil para você. 🙂

      Basicamente, um blog é um site, mas um site não é necessariamente um blog, porque o site pode não gerar conteúdo periodicamente, que é função de um blog.

      Tenho uma página aqui mesmo no blog/site em que você encontra todas as ferramentas que utilizo. Dá uma olhada:

      http://landing.viverdeblog.com/ferramentas-para-blog/

      Abraços!

  • Tiago Torres

    Realmente depois de ler o teu artigo fiquei a pensar… nossa eu faço tudo errado! É de facto assustador como sem querer (e por pensar-mos que estamos a fazer a coisa pela certa) estamos na verdade a retirar confiança aos nossos seguidores.

    Amei este post, e nunca mais me vou esquecer dele quando for escrever um artigo. Adoro as tuas dicas! Um abraço

    • Muito obrigado pelo depoimento Tiago!

      Nunca é tarde para mudar nossas atitudes.

      Abraços!

  • Mais um post transcendental. Henrique eu relutei em escrever um post no meu futuro blog e colocar alguns nomes consagrados. De fato não pude negar o teu nome nessa lista, por que simplesmente sua forma de escrever é agradável para ler.

    Aprendo muito aqui, sempre que estou sem inspiração eu dou um pulo aqui e a chama queima novamente heehehehhe

    Meu brother eu desejo sucesso pra você. E no dia do lançamento do meu blog, vou querer ver você na cadeira vip eim?

    Fui!

    Júnior Leão

  • Paulo

    Esse artigo me lembrou de um blogueiro de muito sucesso(pelo menos é o que ele diz) que está há alguns anos trabalhando com blog, afirma ganhar mais de 10 mil reais por mês, tem trocentas profissões, é aplaudido por grande parte dos outros blogueiros, mas em cerca de 90% das vezes que envia e-mail(faço parte do autoresponder dele), é empurrando curso. O homem mostra claramente que o objetivo dele é indicar curso. Não noto a menor preocupação em ajudar as pessoas.
    Ele pode até ser honesto–e acredito que seja–mas não transmite ideia de que quer me ajudar. Não vou nem dizer o nome dele pra eu não ser apedrejado.

    Agora em relação à confiança, não entendo: concordo quando vc diz que isso é necessário, mas por que tanta gente aceita participar de pirâmides financeiras na internet? Essas pessoas não conhecem seus ‘patrocinadores’. Simplesmente acreditam que vão ganhar muito dinheiro sem esforço e entram no “negócio”.

    • Oi Paulo!

      Muita gente acredita plenamente no conceito do menor esforço. Querem ganhar dinheiro rápido, sem estudar, sem preparar conteúdo de qualidade.

      Infelizmente, essa realidade precisa mudar e espero que o Viver de Blog esteja ajudando nesse caminho.

      Abraços!

  • Henrique você é DEMAIS!! Eu conheci O Viver de Blog ontem de noite e estou devorando tudo sem parar.Fiquei viciada no seu conteúdo. O layout é uma delícia e como você monta os posts parecem mais aulas.

    Tenho meu blog sobre tecnologia desde 2009 e hoje ganho apenas com propagandas e publieditoriais. Mas queria ultrapassar isso, gerar renda passiva realmente sempre foi o meu sonho mas tenho dificuldade em chegar num infoproduto. Já pensei horrores e não consigo afunilar meu nicho o suficiente para criar algo para vender.

    Pode me dar alguma luz? Parabéns mais uma vez =)

  • Marcelo Quirino

    Henrique olá!

    Tenho acompanha o VdB, há alguns meses, e tenho aprendido muito, tenho lido dos mais diversos tipos de sites/blogs, mas pouco tem a qualidade que o seu tem, já comentei uma vez em outro artigo seu e li o artigo acima recentemente, vou colocando tudo pocket depois vou lendo off-line, ai pensa li muita coisa até chegar no seu.

    Quanto ao artigo, fiquei muito feliz em ler esse conteúdo, pois me deu uma nova visão de como conquistar a confiança dos meus leitores, para depois trabalhar a conversão de uma forma honesta e justa, não indicando o que queremos vender, mas sim o que o cliente de fato busca.

    A minha pergunta fica, para sites de nichos diferentes, como saúde, “construção” (esse eu estou desenvolvendo um trabalho especifico), e etc, como encaixar links de afiliados e contextualizar? pois tenho visto isso com mais facilidade em produtos de “como ganhar dinheiro”, “como monetizar seu blog” e etc. E não quero trabalhar nesse nicho, pois tenho outras visões, mas ainda sinto um pouco de dificuldade em encontrar material para linkar nos meus trabalhos que sejam de qualidade, visto que não tem muita coisa no ramo de construção na internet, especificamente blogs.

    Bom é isso um grande abraço!! e mais uma vez parabéns pelo Blog!

    Att.

    Marcelo Quirino

    • Olá Marcelo!

      Caso você não ache produtos de qualidade de terceiros para você vender em seu blog (e que você mesmo já tenha usado e sabe da qualidade do produto), talvez seja uma boa oportunidade de você criar um produto próprio 🙂

      Abraços e sucesso.

  • Rafael Veloso

    Cara este blog é um Moonnnnnnnnnnnnnnnstro de bom!! Assustadora a qualidade!!!!

  • Marcos

    Queria saber como faço pra obter comissões em produtos/serviços que não estão na internet.

  • Mariana Reis

    Olá, Henrique
    Parabéns pelo artigo. Me ajudou muito a perceber alguns detalhes que devo melhorar ao abordar meus clientes.

  • Jorge Ubiratan Syring

    Artigo como sempre show, parabéns, gostaria de uma dica sou fotografo e estou reestruturando meu site que funciona somente como Portfólio sem textos e nem artigos, como eu posso atrair pessoas para divulgar meu trabalho e por consequência fechar trabalhos?

  • Alexandre Dias

    Cara que sacada incrível, já venho acompanhando algum tempo seu blog e o que mais me intrigava era isso como ela ganha e mantem o blog se não há anúncios ou um produto dele? com esse artigo você mostra o que é ter uma estratégia eficaz e ao mesmo tempo honesta, só tenho que te dizer parabéns cara!

  • Estou refletindo sobre explicar que o link é de afiliado e pensando na contextualização do post.
    Será que os benefícios explicados dentro de um contexto não tornaria isto normal?

    • Olá Marcelo!

      Acredito que seja uma questão de transparência (não sei se é isso que perguntou rs). 🙂

      Abraços e sucesso.

  • eu tomo muito cuidado com isso , mas as vezes percebo que posso fazer isso, é tão chato deixo as pessoas livres nao fico falando do que eu faço a não ser que me perguntem…..ou fico dizendo compra na loja que eu divulgo bla bla…… mas sinceramente tenho muito que aprender….eu sou afiliada a imagem folheados alias vc com certeza conhece é uma loja muito querida minha porque ela é transparente , clara,honesta, ai me afiliei a kanui e a sephora, e to começando a ir……..fiz um face pra cada um deles, e vou postando eu gosto do que eu faço , me sinto bem fazendo isso mas fico feliz quando vende algo e mas ainda se o cliente volta a comprar, porque mostra a qualidade do produto; se me permite eu queria deixar aqui os links para quem quiser trabalhar sendo afiliado de um desses tres , se caso vc for afiliado a um deles me diga que eu retiro

    IMAGEM FOLHEADOS ,BIJUTERIAS POR ATACADO!

    http://bit.ly/imagemafiliado

    KANUI, ROUPAS DE MARCAS, SUPLEMENTOS, PRODUTOS ESPORTIVOS …

    http://bit.ly/kanuiafiliados

    SEPHORA , LOJAS DE PRODUTOS DE BELEZA, TO GOSTANDO MUITO DELA FACIL VENDER, E PRODUTOS BONITOS E DE MARCA.

    http://bit.ly/afiliadosephora

    OBRIGADA !

  • Artigo muito bom, não preciso comentar mais nada depois de tantos comentários. Só passei pra avisar, pois julgo que seja importante para você saber disso, que o link do vídeo da Apple em português está quebrado.

    Um abraço!

    • Oi Jonas,

      Obrigado pelo comentário e pela dica do video.

      Abraços

  • Isis Lima

    Oi Henrique, tudo bom?
    Venho procurando sobre blog tem pouco tempo e aqui é um dos poucos (pouquíssimos) blogs/sites onde encontro conteúdo significativo, honesto, que realmente vai me ajudar a construir o que quero.

    Então, obrigada por isso!

    Sucesso!

    • Muito obrigado pelo comentário Isis! 🙂

      Forte Abraço e sucesso!

  • Gilvan Ribeiro

    Ganhar dinheiro online é o sonho de todo mundo não é mesmo? Que tal conhecer a verdade 99% das pessoas não sabem sobre como ganhar dinheiro online: http://www.segredosdoadsense.com.br/?ref=J2073111G

  • Filipe

    Henrique, parabéns pelos artigos amigo, são de extrema qualidade, poderia escrever um livro para cada um deles kk,
    Eu queria saber amigo, como você coloca sua foto no topo do seu blog, e do lado esquerdo, você usa algum plugin?

    • Olá Filipe!

      Uso o tema Épico da Uberfácil no Viver De Blog.

      Super fácil de configurar, sendo responsivo, bonito e preparado para SEO.

      A Uberfácil é uma startup que montei com o designer Márcio Duarte, designer responsável e muito atenciosos no suporte, para levar temas totalmente profissionais e personalizados para qualquer pessoa que deseje elevar o nível de seus negócios com um blog/site.

      Tenho certeza que você irá se surpreender! 🙂

      Para conhecer, basta acessar aqui: http://www.uberfacil.com/temas/epico/

      Abraços!

  • Se fosse classificar este aritigo ele rebentava a escala.
    Era tudo mais fácil se as pessoas fossem honestas quando fossem falar de um sistema ou produto.
    Parabéns pelo seu artigo . Sucesso

  • Ivan Celso

    Olá Henrique!
    Mais uma vez parabéns pelo post. Uma excelente abordagem que faz refletir quando e como divulgar um produto. Se todos partissem para esse contexto a web seria bem melhor e menos poluída em vários requisitos.
    Ansioso pelo próximo conteúdo.
    Grande abraço,
    Ivan

  • Alexandre

    Parabéns pelo artigo e pelo site ,fantástico!O seu conteúdo tem mais valor do que muitos cursos pagos que vendem por ai na net.Sucesso com esse ótimo trabalho que você esta fazendo!!!

    • Woww Alexandre!

      Fico extremamente feliz quando leio um comentário assim, pois é o nosso objetivo. Cada conteúdo ser memorável para vocês!

      Muito obrigado!

      Abraços e sucesso.

  • Msrm Real

    Bom… gosto de vc para mim o melhor na internet e também das sua planilhas
    baixei para meu estudio http://www.souzareal.com.br …parabéns vou continuar
    te acompanhando e lendo tudo o que posta!

    • Olá Msrm!

      Muito obrigado por comentar! Esta é uma excelente maneira de conseguirmos analisar se estamos caminhando na direção certa 🙂

      Abraços e sucesso.

  • Vítor Dassie

    Oi Henrique,

    Parabéns pelo blog. Tenho lido muitos artigos e são todos muito interessantes.
    Tenho uma dúvida sobre esses modelos de negócio.
    Nos seus blogs vc usa somente esse sistema de produtos afiliados da Hotmart?
    E outras formas de monetização, tipo Adsense e outras, tem alguma dica ou fonte de informação sobre elas?

    • Olá Vitor!

      Muito obrigado por comentar! Esta é uma excelente maneira de conseguirmos analisar se estamos caminhando na direção certa 🙂

      Nós monetizamos em 3 níveis:

      1. Com links afiliados dentro de algum contexto do artigo e que realmente apresente uma verdadeira solução para o leitor
      2. Oferecendo meus próprios produtos dentro de algum contexto do artigo e que realmente apresente uma verdadeira solução para o leitor
      3. Por e-mail

      Sobre o adsense, depende de como você irá monetizar o blog. Eu paticularmente não uso esta estratégia de vendas, pois gosto que o meu leitor fique focado no meu blog, no meu artigo e não se distraia com propagandas sem uma verdadeira solução para o que ele busca.

      Mas, alguns blogs preferem assim e obtém resultados muito bons também e ganhar dinheiro com Adsense é uma das formas que você pode usar para ganhar dinheiro online.

      Veja, por exemplo, esse vídeo do Jonathan sobre como ele tem uma renda automática caindo na conta dele todo mês através do Adsense: http://hotmart.net.br/show.html?a=J487780H&ap=8897

      Espero ter ajudado! 🙂

      Abraços e sucesso.

  • Sergio Rodrigues

    Meu querido seu trabalho e brilhante,
    Um dia você vou conhece-lo pessoalmente, hoje boa parte do que eu faço em meus negócios eu uso o que aprendi com você e com o Seiiti Arata.

    • Wooow man! Obrigadão Sérgio pelo reconhecimento 😀

      Tamo junto!

      Abração e sucesso!

  • Paula Barreto O S

    Olá Henrique mais um artigo que me ajuda bastante

  • boa proposta prioritária, faço parte das vendas do magazine luiza, mas um porém as vendas não podem ser feitas na rua só de casa, qual conselho você diz para este microempreendedor.

  • excelente ter retorno.por enquanto fico pensando supra-sumo da realidade é divulgar sem atrelar.

Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

979 Compart.
Compartilhar522
Compartilhar389
Twittar68
WhatsApp