close

Mais Receitas

10 habilidades essenciais para se tornar um copywriter profissional

Henrique Carvalho Escrito por Henrique Carvalho em 20 de outubro de 2021
Junte-se a mais de 250.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O copywriter profissional não é somente um escritor talentoso.

Além de dominar as palavras, ele(a) entende a mente humana e as motivações verdadeiras por trás da decisão de compra como poucos.

Com essa combinação infalível, cria e otimiza páginas de vendas, emails, anúncios em redes sociais, em mecanismos de busca e até escreve scripts de ajuda para os times de suporte ao cliente.

O copywriter profissional é raro (por isso muito desejado) no mercado digital, pois sua habilidade não se desenvolve da noite para o dia, pois ele(a) precisa equilibrar a arte de usar argumentos que convencem com ideias que envolvem.

Como chegar nesse patamar de domínio da linguagem escrita?

Veja as 10 habilidades que você deve começar a desenvolver para se tornar um copywriter profissional.

1. Fortalecer o músculo da consistência

É melhor escrever 30 minutos todos os dias do que 3 horas em um sábado. 

Essa é a atitude típica do peladeiro em contraste com o atleta profissional, que treina todo dia.

Excelência em determinada área vem do hábito.

Você terá que vencer a vontade de procrastinar no começo, mas, aos poucos, sua mente vai acostumar que aquele é o momento para sentar e escrever.

Para colocar seu cérebro no modo “escrita”, reserve o mesmo horário, mesmo local e até as mesmas músicas toda vez que for escrever.

Procure não perder mais de dois dias seguidos de escrita se não quiser perder todo o esforço que você vem construindo.

As distrações devem ser evitadas ao máximo: desligue o celular ou coloque-o no modo avião e também procure não escrever no mesmo ambiente que você dorme, assiste Netflix ou acessa as redes sociais.

Se isso não for possível apenas desligue o Wi-Fi para não cair na tentação de fazer uma pesquisa e terminar assistindo 3 horas de vídeos no YouTube que nada tem a ver com seu tópico.

Aliás, recomendo que você faça a pesquisa sempre antes de escrever, de preferência no dia anterior.

2. Ser específico e pessoal

No seu livro “Tested Advertising Methods” ou “Métodos testados de publicidade”, o copywriter profissional John Caples conta a história de uma pequena fábrica, que afirmava que o seu padrão de qualidade era 52.7% maior do que a média.

Quando a campanha usou o número arredondado de 50%, a demanda caiu drasticamente, pois o número 52.7% é bem mais específico, dando a impressão de ser algo mais próximo da verdade.

A especificidade não depende apenas de mostrar números. Você pode ser específico através de histórias, de depoimentos de clientes e até mesmo usando a comparação e o contraste.

Ao invés de vender um produto para emagrecer, o copywriter profissional vai direcionar a comunicação do mesmo para afirmar que é possível alcançar 16% de gordura corporal no período de 4 meses usando esse método.

Além de ser específico, o copywriter profissional sabe que está escrevendo para uma única pessoa.

Usar o nome de alguém enquanto conversa, automaticamente o torna mais persuasivo. Como essa possibilidade é limitada em uma página de vendas, por exemplo, usar “você” já torna sua comunicação bastante pessoal.

Mas se você está falando com um público específico, pode usar algo que os identifique, certo copywriters?

3. Fazer promessas impactantes e críveis

O copywriter profissional deve saber conectar pontos de maneira inovadora e não usar sempre a mesma fórmula ou o mesmo conteúdo.

Além disso, ele(a) sabe que deve fazer promessas atraentes o suficiente para gerar o desejo de compra, mas que também deve apresentar provas de que é possível alcançá-la.

Caso contrário, toda a credibilidade vai escoar pelo ralo.

Para criar promessas sedutoras você pode fazer pesquisas com seus futuros compradores ou atuais clientes para descobrir qual é o seu maior desejo e seu maior desafio no alcance do mesmo.

Ao invés de fazer promessas vazias, dê às pessoas a solução para seu problema. Simples assim.

4. Saber entusiasmar o leitor do início ao fim do texto

O trabalho do copywriter profissional é de engajar o leitor da primeira à última palavra.

Tudo começa com um título de parar o trânsito, ou melhor, o scrolling infinito do leitor pela internet. O primeiro objetivo é conquistar o clique.

Para escrever títulos impactantes, leia esses artigos:

O segundo passo é deixar o restante do texto tão atraente quanto, como se pudesse perder a atenção do leitor a cada palavra.

Se você travar em determinado ponto do seu texto, por achar o assunto chato demais, pense se não vale a pena tirar o trecho, afinal, se está tedioso para você que está escrevendo, imagine para quem lê?

Por fim, não esqueça de fazer uma oferta irrecusável.

Se a oferta contar com uma boa ancoragem, benefícios reais e emocionais para o cliente, garantia e diferencial, quem pode resistir?

5. Poder de síntese

Você falha mais fácil quando passa informação demais do que de menos, portanto, cuidado com as informações que são apenas para mostrar seu conhecimento sobre o assunto ou aquelas que seu cliente já conhece.

Quem gosta de adquirir conhecimento, tende a querer condensar tudo que sabe em um único conteúdo ou produto.

Parece óbvio que a melhor coisa a se fazer é entregar todo valor que você pode de uma única vez, mas isso raramente é verdade.

O ser humano só consegue reter uma pequena parte das informações que recebe, logo, é preciso dividir conhecimentos vastos em pequenas caixinhas se você quer que seus clientes ou sua audiência aprendam algo com você.

Além disso, querer passar conhecimentos distintos de várias áreas pode ferir sua estratégia de posicionamento, porque não contribui para a ideia clara que você quer formar na mente e no coração dos seus clientes.

Defina apenas uma “Big Idea” para cada peça de copy ou campanha que escrever e não saia dela de forma alguma.

6. Desapego com suas próprias palavras

Nem todas as palavras servem a um propósito.

Um escritor deve analisar cada palavra que coloca no papel com atenção, já que o jogo é ganho ou perdido por causa dos detalhes.

Palavras extras, jogadas em um texto sem necessidade, só engordam seus parágrafos, sem dar a força necessária à leitura, que se torna lenta e desagradável.

A palavra “tipo” é uma dessas, que pode ser eliminada 9 em cada 10 vezes, por não acrescentar nada relevante ao texto. Mas está longe de ser a única.

Essas são outras pedras soltas no seu caminho:

  • Preposições desnecessárias junto a um verbo (peça agora).
  • Advérbio com o mesmo significado do verbo (sorria feliz).
  • Adjetivo que evidencia um estado já conhecido (arranha-céu alto).
  • Anúncios como “estou tentado a dizer” ou “agora vou falar sobre”.
  • Sentenças que repetem o que a anterior acabou de afirmar.

7. Colocar o ego no lugar certo

Apesar de tudo, escrever copy não é pura ciência, mas também arte. Logo, não existem conselhos 100% garantidos.

Ao mesmo tempo que você não deve confiar cegamente apenas no seu julgamento, acreditando saber tudo, também não deve ouvir todas as dicas como se fossem sagradas.

O copywriter profissional é aquele que já entendeu que não sabe tudo, mas que usa sua experiência e intuição para filtrar o que vê e ouve por ai.

O caminho do meio é sempre a melhor escolha.

Quanto mais profunda for sua abordagem a respeito de um assunto, mais autoridade você passa. Desde que você não queira apenas inflar seu ego para mostrar o quanto você sabe sobre o assunto.

Nunca é sobre você, mas sobre quem lê. Se aquela informação é útil ou importante para o leitor, o certo é mantê-la.

E o copywriter profissional, como já conhece a si mesmo e seu leitor, sabe precisar com maior clareza quando está se deixando levar por seu próprio ego.

Ao invés de acrescentar adjetivos apenas para “colorir” a mensagem, busque agregar valor a seu texto. Acrescentar palavras apenas porque “soam” bem, pode não ser uma estratégia inteligente.

8. Não depender de templates e fórmulas prontas

Técnicas e fórmulas prontas de copywriting são úteis apenas para os iniciantes.

Só que os copywriters profissionais sabem que não podem apenas dar CONTROL + C E CONTROL + V e esperar que seus textos se tornem máquinas de vendas.

Eles já sabem o que funciona e o que não funciona e, por dominarem a arte da escrita persuasiva, não dependem apenas de fórmulas de copywriting.

Com anos de experiência, você irá notar que as técnicas de copywriting vão importar menos do que os benefícios que você vai mostrar para seus leitores.

Você pode usá-las se estiver iniciando como copywriter, mas saiba que, com o tempo, você deve abandoná-las e confiar muito mais no seu conhecimento e experiência na hora de escrever.

9. Investir no marketing pessoal para ser visto como copywriter profissional

Mesmo quando sua agenda já está lotada, o copywriter profissional jamais deixa de investir na sua marca pessoal porque sabe que precisa manter a percepção de autoridade já conquistada para ter uma fila de clientes loucos para trabalhar com ele.

Ou para comprar seus produtos, como consultorias, mentorias, cursos e ebooks.

O Instagram é uma das muitas ferramentas que um copywriter pode usar para divulgar sua escrita.

Ter um blog ou canal no YouTube também é bem interessante para você mostrar como pode ajudar sua audiência.

Para alcançar o status de copywriter profissional, você terá que saber mais do que apenas escrever bem.

Você terá que saber como alcançar as pessoas.

Como chamar e manter sua atenção.

Como ser persuasivo e criativo.

Além de aprofundar suas estratégias de marketing.

A junção do artista com o empresário é necessária para quem deseja viver da escrita.

E a boa notícia é que se você precisa desenvolver um ou os dois lados da moeda do sucesso, é possível.

Dá tanto para aprender a escrever bem, quanto aprender a vender. E ainda usar a escrita para vender.

10.Criar conceitos únicos para seus textos

A única pergunta que você precisa fazer para ter um produto campeão de vendas é: qual a transformação que meu cliente terá após a compra?

Além de ter uma transformação clara, o conceito do seu produto ou serviço precisa PARECER original, ainda que não seja, uma arte que o copywriter profissional já domina.

Para fazer isso, você precisa pegar uma ideia normal e transformá-la em um conceito

Veja só esses exemplos baseados na Mitologia :

1.Calcanhar de aquiles: herói invencível tem um ponto fraco. Se tornou uma analogia.

2.Narciso: gerou o adjetivo narcisista.

O jovem Narciso era tão belo, mas tão belo, que acabou se apaixonando por sua própria imagem refletida nas águas do rio.

Também encontramos exemplos de conceitos únicos usados para diferenciar produtos comuns:

1.Travesseiro da Nasa: conhecido travesseiro de viscoelástico.

2.Invisalign: aparelho invisível (transparente)/o aparelho dos famosos

E até para diferenciar marcas pessoais:

1.Casey Neistat

Ele adaptou a febre dos vlogs diários no YouTube com uma linguagem diferenciada usando seus conhecimento de edição de vídeo e storytelling.

2.Tim Ferris

O tema do livro de Tim Ferris “Trabalhe 4 horas por semana” é como delegar para freelancers baratos atividades do seu negócio.

Porém, ele criou um conceito único para se diferenciar de todos que já estavam falando sobre isso. E ficou assim:

“Como escapar do trabalho das 09:00 às 17:00, morar onde você quiser e se juntar aos novos ricos.”

Também fiz isso aqui na Viver de Blog ao identificar que em 2013 a maioria dos blogs que falam de marketing digital ensinavam apenas dicas rasas e usavam cores chamativas.

Fui na contramão e passei a criar verdadeiros guias completos com mais de 4 mil palavras e também a usar infográficos para chamar a atenção na internet.

Se você quer ser reconhecido como um copywriter profissional também precisa encontrar o seu conceito único, aquele que te faz diferente dos demais players do mercado.

E, o mais importante de tudo: nunca pare de ler, estudar, escrever e revisar.

Esse é o verdadeiro segredo para deixar de ser um copywriter medíocre e se transformar em um verdadeiro profissional na arte de dominar as palavras.

Junte-se a mais de 250.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

>