close

Mais Presença

As transformações do mercado digital: prepare seu negócio para as últimas tendências da era tecnológica

Henrique Carvalho Escrito por Henrique Carvalho em 22 de agosto de 2017
Template exclusivo para você

Estratégia de Marketing para o Mercado Digital

clear
Estratégia de Marketing para o Mercado Digital

Download

Baixe gratuitamente seu material.

O mercado digital surgiu graças às mudanças tecnológicas aceleradas dos últimos anos.

O avanço da internet está mudando a forma como trabalhamos, nos comunicamos e também como fazemos negócios, gerando milhares de novas oportunidades nunca pensadas antes.

Quem tem mais de 30 anos não poderia imaginar, por exemplo, acessar sua conta bancária e fazer todo tipo de transação através de um aplicativo para celular, de qualquer lugar do mundo e em poucos minutos.

A base da economia digital é a chamada hiperconectividade, que significa um aumento da conexão entre pessoas, empresas e máquinas.

As tecnologias que mais impactaram a economia foram:

  • Internet móvel;
  • Automação da força de trabalho;
  • A internet das coisas;
  • Robótica avançada;
  • Impressão 3D.

O mercado digital apresenta uma maneira completamente nova de comprar, vender, proporcionar experiências para os consumidores, adquirir conhecimento e também de estabelecer relações com outras pessoas.

Um mundo que ainda está sendo descoberto e que por isso mesmo traz tantos desafios, já que estamos aprendendo a lidar com ele agora.

O mercado digital muda o tempo todo, não nos permitindo ficar na zona de conforto, já que paradigmas atrás de paradigmas são quebrados todos os dias.

Hoje, cerca de 90% das nossas interações com mídias acontecem através de uma tela, seja de smartphones, TVs ou ou computadores. E gastamos mais de 4 horas diárias do nosso tempo de lazer nesse tipo de interação.

Muitas das tecnologias que direcionam e criam a economia digital também estão sendo a causa da disrupção que vem acontecendo em grandes indústrias.

De todas, a que vem criando o maior paradoxo até então é a internet móvel, pois apesar de possibilitar o contato entre pessoas e empoderar consumidores através do conhecimento, também está tirando atenção das pessoas.

Então como lidar com esse mercado digital, onde conseguimos chegar mais facilmente até as pessoas, mas temos muito mais dificuldade de chamar a sua atenção?

Como se preparar para as tendências da era digital e aproveitar ao máximo todas as novas e incríveis oportunidades que aparecem, seja para os empreendedores digitais ou para quem deseja inserir seu negócio dentro do contexto do mercado digital.

Portanto, se você quer saber mais sobre o mercado digital, continue lendo esse artigo porque nele nós vamos discutir mais profundamente sobre:

As transformações tecnológicas e o surgimento do Mercado Digital

De acordo com dados do artigo da Forbes, metade da população mundial está online, cerca de um terço se encontram nas redes sociais e 53% usam alguma tecnologia mobile para se conectar.

Pessoas das mais diversas culturas, raças, gêneros e idades de todo o planeta. Todas elas conectadas a uma rede de informações que só cresce.

As atividades de consumo também foram fortemente modificadas graças à internet, criando hoje o que se chama de Economia Digital, que movimenta cerca de 3 trilhões de dólares e se apoia na tecnologia, nas redes entre pessoas e em mídias alternativas tanto para veicular anúncios quanto publicar uma quantidade enorme de conteúdo.

O mercado digital é disruptivo e vem acabando com modelos de negócios ultrapassados e abrindo caminho para outros nunca antes vistos.

Como reflexo, cada vez mais marcas estão investindo em canais de marketing digitais e deixando de lado os canais de mídia tradicional, porque assim conseguem alcançar a persona ideal no lugar onde eles mais gastam seu tempo: no ambiente virtual.

Tanto que investimentos em marketing de conteúdo, construção de reputação em mídias sociais, anúncios online, otimizações de SEO e construção de um site já são requisitos básicos para qualquer empresa.

No mercado digital, todos os consumidores, inclusive os do mercado B2B, querem se relacionar com empresas no momento em que for mais adequado para eles.

Não desejam ser interrompidos por propagandas em um momento de lazer, muito menos receber uma ligação de um vendedor no meio de um jantar com amigos, por exemplo.

Sem falar que, apesar de aparentemente o mercado digital ser menos “pessoal” pois boa parte da interação acontece através de meios de comunicação digital, nunca estivemos tão interessados em nos conectar, em criar relacionamentos, seja com outras pessoas, seja com as marcas.

O consumidor do mercado digital também deseja uma experiência consistente com a marca através de qualquer canal de mídia, seja online ou offline, tornando importantíssimo o Marketing Omnichannel e a integração dos canais através da Comunicação Integrada de Marketing.

Também é importante que as marcas sejam flexíveis e adaptáveis às rápidas mudanças, mas que preservem suas características autênticas, mais do que nunca.

A tecnologia e a inteligência artificial entram no processo para melhorar a produtividade do marketing ao mesmo tempo que melhoram a relação entre humanos, fortalecendo assim o engajamento dos consumidores.

Junto com o mercado digital surgiu uma nova maneira de se fazer marketing, o Marketing Digital.

Marketing Digital: novas estratégias para um novo mercado

Marketing Digital é um tipo de marketing que usa a tecnologia para identificar e satisfazer as necessidades dos consumidores.

Inclusive, esta vertente do marketing não é um exclusividade de negócios online ou de blogs e sites, mas também bastante utilizado para promover negócios físicos.

O Marketing Digital envolve algumas atividades como:

  • Gerar valor através do Marketing de Conteúdo;
  • Criar relacionamento com audiência através do Email Marketing;
  • Aumentar alcance usando SEO (Search Engine Optimization);
  • Melhorar o lado social através da Gestão de Mídias Sociais;
  • Produzir conteúdos dos mais diversos formatos.

O Marketing Digital vem evoluindo muito nos últimos 20 anos e essas mudanças certamente serão cada vez mais rápidas, com o uso cada vez maior de táticas de Inbound Marketing x Outbound Marketing.

Daí a necessidade de manter-se sempre atualizado e prestar atenção nas novas tendências de marketing para se manter competitivo no mercado digital.

Tendências de Marketing do mercado digital

Como falei algumas vezes nesse artigo, o mercado digital não para de evoluir e gerar novas tendências.

Esse é um movimento cada vez mais rápido e por isso pode ser que daqui há um ano essas tendências até estejam ultrapassadas, portanto, nunca deixe de estudar e se atualizar.

Porém, são elas que vão estar em alta até pelo menos o próximo ano. Então vamos conhecê-las:

1.Mobile Marketing

Já são mais de 2.6 bilhões de usuários de smartphones no mundo. A previsão é que, até o ano de 2020, sejam mais de 6 bilhões, mostrando que realmente não há como ignorar a força do mobile no mercado digital.

E mais, 82% dos usuários de smartphones fazem pesquisas em seus dispositivos antes de fechar uma compra em uma loja.

Ainda que a taxa de conversão de vendas seja mais baixa em dispositivos móveis, cerca de 34%, de acordo com o Google, isso mostra uma oportunidade de investimentos em mobile marketing para aumentar esses números.

Ainda não chegamos ao ponto de ignorar completamente os dispositivos tradicionais, já que os desktops ainda são os meios campeões de venda no mercado digital.

No entanto, você precisa de um site que também seja responsivo, pois vimos que, pelo menos no início da jornada de compra, os dispositivos mobile são fundamentais. E serão cada vez mais!

Portanto, fique de olho na importância do Omnichannel e garanta uma estratégia de marketing adaptada para diversos canais, incluindo, focar bastante no mobile marketing como parte dela.

2.Transmissões de vídeo ao vivo

As transmissões ao vivo*, como no YouTube, Facebook e Instagram continuarão crescendo em popularidade, tanto para apresentar tutoriais, lançamentos de produtos e claro, conteúdo.

Como eu citei no início do artigo, apesar do aumento da tecnologia afetar as relações interpessoais, nunca tivemos tanta necessidade de estabelecer relacionamentos.

As pessoas estão cada vez mais interessadas criar conexão com suas marcas preferidas, bem como acompanhar suas histórias, suas narrativas visuais, especialmente seus “bastidores”. E uma ótima forma de fazer isso é através de transmissões ao vivo, que se aproximam muito mais da “vida como ela é”.

Inspirados no sucesso do Snapchat, o Facebook, Instagram e YouTube passaram a oferecer ferramentas para transmissões ao vivo para que os usuários e as marcas possam postar conteúdos extremamente atuais, inclusive no momento em que estão acontecendo.

E não só os vídeos ao vivo estão conquistando a audiência, mas como outros estilos de conteúdos visuais também.

3.Conteúdos Visuais

Mais de 1 bilhão de usuários visitam o YouTube a cada mês, gastando mais de 4 bilhões de horas assistindo a vídeos. Sem falar que os resultados de buscas de vídeos tem uma taxa de cliques 41% maior do que resultados de buscas de textos simples.

Ainda que seja extremamente necessário criar conteúdos escritos para ranquear nos principais mecanismos de busca como o Google, os conteúdos visuais como vídeos, infográficos e imagens serão as maiores fontes de tráfego e também de conversão de leads no futuro.

O Youtube já é responsável por 28% de todas as buscas do Google, sendo o segundo maior mecanismo de busca, deixando bastante claro os motivos porque você precisa fazer vídeos.

A otimização de SEO não se restringe apenas a textos. O tráfego e engajamento dos seus vídeos podem ser melhorados através do SEO para YouTube.

Se seus vídeos trouxerem conteúdo de qualidade, sobre um assunto que seja do interesse das pessoas e ainda for pensado para ranquear bem tanto no YouTube quanto no próprio Google, você pode chegar a atrair até 157% mais tráfego orgânico para seu blog ou site, fazendo dessa uma tendência poderosa para quem deseja conquistar espaço no mercado digital.

Estratégia de Marketing para o Mercado Digital
Template exclusivo para você

Estratégia de Marketing para o Mercado Digital

4.Realidade Virtual e Realidade aumentada

A diferença entre realidade virtual e realidade aumentada é a seguinte: a realidade aumentada é o uso da tecnologia para interferir na experiência do usuário no mundo real, exatamente como foi feito no Pokémon Go, um sucesso gigantesco que mostrou o poder da realidade aumentada.

Já a realidade virtual consiste em colocar as pessoas em um mundo completamente diferente, um ambiente virtual, usando a tecnologia não para interferir na realidade, mas sim para escapar dela.

Como exemplo do uso da realidade virtual, a Oreo criou um mundo virtual com rios de leite e montanhas de chocolate para divulgar seu novo sabor ‘Cupcake” e foi um sucesso com mais de 3 milhões de visualizações.

Outro possível uso para a realidade virtual é no mercado imobiliário, onde os clientes poderão, através de ambientes construídos em 3D, escolher qual imóvel irão comprar sem ter que fazer a clássica pesquisa de mercado.

Esses são os próximos passos da evolução do mercado digital e podem parecer distantes para as pequenas empresas no momento, mas vale sempre ficar de olho em mais essa tendência.

5.Geomarketing

Usar a tecnologia disponível de localização geográfica com estratégias de marketing já não é nenhuma novidade para as empresas que já oferecem oportunidades customizadas baseadas na geolocalização.

Um anúncio de uma doceria com um foto bastante atraente e uma call to action irresistível aparece na sua timeline do Instagram justo quando você está passando pelo local pode ser o estímulo que você precisava para fazer uma parada e comprar um sobremesa.

Talvez esse mesmo anúncio, ainda que fosse bastante atraente, sequer chamaria a atenção de alguém que está em outro bairro em outra cidade, e muito menos geraria uma venda.

Prova que o Geomarketing funciona é que 72% dos consumidores que fizeram um acesso com base na localização visitaram as lojas dentro de um perímetro de mais ou menos 8 quilômetros. E 50% das pessoas que fazem pesquisas através do celular visitam as lojas no mesmo dia.

Esses números, especialmente os relacionados às pesquisas mobile, fazem muito sentido, pois os consumidores geralmente estão em trânsito quando fazem buscas pelo celular, sendo ainda mais necessário haver um contexto de anúncios baseados na localização.

6.Otimização de SEO através de “perguntas ricas” (rich answers)

Preste atenção a seu próprio hábito de pesquisa em mecanismos de busca. Você procura por termos ou digita perguntas?

Eu aposto que você já deve ter pesquisado por perguntas, especialmente aquelas que começam com “como fazer”, pelo menos uma vez.

Com cada vez menos tempo disponível, as pessoas preferem perguntar ao Google diretamente do que ter que procurar a resposta nas mais diversas páginas de resultados de buscas de palavras-chave.

O Google percebeu que as pessoas estão mudando a forma de uso da sua ferramenta e criou as chamadas “rich questions“, as perguntas mais comuns e adicionou-as a seu algoritmo para que os resultados sejam o mais próximo do esperado pelo usuário.

Seus clientes, seja qual for o seu nicho de mercado certamente possuem perguntas em comum.

Portanto, não deixe de aproveitar a oportunidade de ranquear para essas “perguntas”, seja criando páginas específicas dentro do site para respondê-las ou produzindo conteúdos para responder as perguntas mais frequentes.

7.Aumento da rejeição ao marketing da interrupção

O Inbound Marketing é qualquer tática de marketing que se baseia em ganhar o interesse das pessoas em vez de comprá-las.

Bem contrária à ideia do Outbound Marketing, também conhecido como marketing da interrupção, que pode ser definido como qualquer tática de marketing que “empurra” produtos e/ou serviços para os clientes.

Os consumidores de hoje não querem ver marcas “empurrando” seus produtos e serviços de forma agressiva, seja em mídias tradicionais ou seja na internet, pois o Outbound nada tem a ver com o meio mas sim com a maneira como é feito.

Por isso que sites lotados de anúncios ou excesso de postagens patrocinadas em redes sociais, irritam tanto os usuários, que preferem buscar por informações sobre as marcas em seu próprio tempo.

O uso de push notifications irá diminuir e até desaparecer, mesmo que hoje ainda funcionem bem para gerar tráfego. Filtros como Ad Blockers estão cada vez mais populares, tornando mais difícil alcançar o público com pop-ups, banners e notificações na tela do usuário.

Os pushs serão substituídos por native advertising, que são artigos ou outros conteúdos pagos (e identificados como anúncio) inseridos no meio do conteúdo de outro blog, site ou rede social.

Também irá aumentar a necessidade pelo branded content, produzido com foco naquilo que o consumidor e não a marca deseja.

8.Email Marketing com base no comportamento do consumidor

O comportamento do consumidor continuará mudando no mercado digital até mesmo em relação às estratégias de marketing digital.

Ainda que os usuários optem por se cadastrar na sua lista de emails, não significa que eles irão desejar permanecer nela ou interagir com seus conteúdos.

Conteúdos de baixa qualidade ou focados somente na venda, sem personalização alguma, podem aumentar o número de cancelamento de inscrições.

Como a grande maioria das experiências online, a personalização para as campanhas de email marketing são necessárias, por isso você segmentar sua lista, analisar os dados de cliques e aberturas e criar uma sequência automática de emails para dar para cada um da sua lista a experiência que ele(a) merece.

Para fazer isso tudo você precisa de uma boa ferramenta de email marketing. Nós usamos e recomendamos o MailChimp (link afiliado).

9.Marketing Viral

Quem não deseja ver seu conteúdo viralizando na internet?

A viralidade alcança números impressionantes de acessos, e além de distribuir o conteúdo de forma muito eficiente, funciona como uma ótima prova social.

Além disso, o Marketing Viral é uma poderosa ferramenta para:

  • Divulgar sua marca
  • Disseminar seu conteúdo
  • Aumentar o engajamento dos seus usuários

As empresas estão focando seus esforços na produção de conteúdos para aumentar o potencial viral ao invés de produzir conteúdos genéricos e com baixo alcance.

Um tipo de material com alto potencial de viralização é o conteúdo interativo, como quizzes, que são instrumentos bastante eficientes para manter a atenção dos visitantes por mais tempo.

Para aprender a viralizar seus conteúdos, clique aqui.

Estratégia de Marketing para o Mercado Digital
Template exclusivo para você

Estratégia de Marketing para o Mercado Digital

Estratégias básicas para o sucesso no mercado digital

Ao conhecer as tendências do mercado digital você já estará mais bem preparado(a) para enfrentar o futuro.

No entanto, o que você precisa fazer agora para garantir que a sua estratégia de Marketing Digital realmente traga os resultados que você deseja? É sobre isso que vamos falar agora!

Defina um objetivo

Qual é o objetivo do seu negócio, no momento, com relação ao mercado digital? Você está querendo expandir a atuação da sua empresa para o digital? Deseja aumentar o número de leads, de vendas ou aumentar seu brand equity?

O Marketing Digital funciona muito bem para pequenas empresas justamente por ser acessível e não exigir tanto investimento financeiro, o que seria um impeditivo para quem está começando.

No entanto, começar a fazer apenas porque “todo mundo está fazendo” e não ter estratégia alguma por trás pode ser um tiro no pé.

Você precisa de um plano de marketing digital, no entanto, não há plano que não tenha um objetivo como base, logo você precisa definir o seu.

Crie o seu funil de vendas

Um funil de vendas é um plano de etapas por onde as pessoas passam desde que conhecem sua marca até fazerem uma compra. E para que isso aconteça, algumas estratégias são usadas em etapas específicas do funil para fazer com que o lead avance para a próxima fase.

Ele é usado porque melhora o controle sobre os investimentos e ações tomadas durante o processo, e ajuda a aumentar as conversões.

Um funil bem estruturado faz esse caminho pelo qual os possíveis clientes e leads passam, ser mais previsível.

O número de etapas de um funil pode ser maior dependendo do tipo de negócio, mas existem 4 fases essenciais de todo funil de vendas.

  1. Consciência
  2. Educação
  3. Avaliação
  4. Compra

Ter um funil de vendas não irá apenas garantir a aquisição de novos leads, mas também um aumento na taxa de recompra.

Se o seu consumidor passa por uma boa experiência na jornada de compra, ele pode não só comprar novamente como também indicar sua solução para outras pessoas.

Desenvolva uma call to action

A call to action é uma chamada para a ação, um pedido para que a sua audiência tome a decisão que você deseja dentro do seu site, de um conteúdo específico ou até mesmo de uma página de vendas.

Para aumentar o número de visitantes que se transformam em leads e de leads que viram clientes, você precisa distribuir várias calls to action em seu site, suas redes sociais e dentro de seus emails.

Uma boa CTA não só chama a atenção como é capaz de ajudar uma pessoa a passar pelas 4 etapas do funil de vendas.

No entanto, você precisa ter bom senso no uso de CTAs para que o usuário não se sinta incomodado nem intimado, sua mensagem precisa fazer sentido dentro do contexto do seu site ou de um conteúdo.

E o principal, precisa ser personalizada para o público com o qual você está falando, afinal, você não pode se comunicar da mesma forma com um novo visitante e com um cliente recorrente, pois ambos estão em fases completamente diferentes na jornada de compra.

Construa uma máquina de atração de leads

Para fazer com que as pessoas passem pelo seu funil de vendas, primeiro você precisa gerar tráfego. E tráfego qualificado. As melhores maneiras de fazer isso são:

  • Produção de conteúdos memoráveis: seja através de artigos, ebooks, infográficos, vídeos, podcasts ou qualquer outro tipo de conteúdo, você precisa apostar na qualidade para atrair visitantes para seu site ou até mesmo diretamente para a sua página de vendas.
  • Otimização de SEO e estratégia de palavras-chave: se seu conteúdo, em texto ou vídeo está entre os 3 primeiros resultados do Google, você irá receber cerca de 35% de todo tráfego da palavra-chave utilizada na busca, sendo essa uma das melhores fontes de tráfego.
  • Usabilidade e design: seja no seu site ou em uma página específica, o design pode ser até mesmo mais importante que seu conteúdo, pois você tem apenas 8 segundos para ganhar a atenção de um visitante, e o único critério que ele consegue usar para decidir se confia ou não na sua página em tão pouco tempo é o design.
  • Redes sociais: as redes sociais são ótimas formas de gerar reconhecimento de marca e de criar conexão com sua audiência. Apesar de não terem como objetivo central a geração de tráfego orgânico para seu site, podem ser excelentes meios de atrair novas pessoas através de anúncios pagos como o Facebook Ads que é relativamente mais barato do que anunciar no Google, por exemplo.

Não gaste seu orçamento nem seu tempo atraindo qualquer tipo de lead. Prefira uma quantidade de tráfego menor porém com maiores chances de conversão, pois a venda deve ser o objetivo principal do seu negócio e não apenas métricas da vaidade.

Meça os resultados

O mercado digital permite que você monitore, acompanhe e gerencie suas ações de marketing com maior precisão para avaliar o impacto real causado por elas em sua empresa.

As KPIs ajudam você a entender quão bem uma estratégia está funcionando.

Algumas KPIs são estabelecidas com o propósito de avaliar a saúde geral do negócio, enquanto outras focam muito mais em processos, como atendimento ao cliente, vendas e marketing.

Como saber se aquela sua nova campanha no Facebook está desempenhando da forma esperada? Ou se sua estratégia de marketing está funcionando?

Definindo as KPIs corretas para avaliação!

Para serem mais eficientes, no entanto, as métricas precisam entregar insigths importantes e em tempo-real para que você de fato possa fazer algo para corrigir uma ação que não está funcionando, como um anúncio do Facebook que você descobre estar performando muito abaixo do esperado.

Esse tipo de dado pode evitar que você continue investindo em algo que está apenas gastando o dinheiro da sua empresa sem trazer resultados relevantes. E tudo isso rapidamente.

Foque em identificar oportunidades ao invés de só olhar o passado.

Conclusão: qual o seu propósito?

Mais do que todas as mudanças tecnológicas, o mercado digital está cada vez mais influenciado por um consumidor que deseja apenas uma coisa: criar conexão.

Você precisa fazer marketing, seja ele no mercado digital ou não, com propósito.

Portanto, preste atenção qual o impacto positivo que seu negócio traz para seus consumidores? E para o mercado? Ou até para o mundo.

Você precisa ir além da venda e da receita, você precisa informar, educar e, principalmente conectar.

Você deseja aprender a produzir conteúdos memoráveis 2 vezes mais rápido e com 10 vezes mais poder de viralização e vendas, mesmo que você não tenha o dom da escrita? Conheça o curso de produção de conteúdo do Viver de Blog. Clique aqui embaixo e saiba mais!

Viralize seus conteúdos e aumente suas vendas

Produção de Conteúdos Memoráveis

Quero saber mais
Produção de Conteúdos Memoráveis

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

  • Com certeza essa são todas as tendências, basta apenas estudar, se planejar e colocar a mão na massa.

    • É isso aí, Construindo Home Office! Vamos que vamos! 🚀

      Forte abraço e sucesso!

  • Silene Morikawa

    Gosto do tema tendências do mercado digital e, como sempre, gostei muito desse conteúdo. Fácil de entender, atualizado e com conceitos básicos do MKT Digital. Gostaria de compartilhar esse conteúdo na minha pagina do Linkedin.

    • Olá Silene! Bom ver você por aqui! Fico muito feliz em saber que gostou! Obrigado pela leitura e feedback!

      Pode compartilhar o artigo, basta clicar no ícone de compartilhamento à esquerda! 😉

      Grande abraço e sucesso!

  • Muito bom! Estou preparando um material sobre tendências do Marketing Digital voltado para web design e pelo menos metade do que foi citado aqui é o que eu já havia relacionado como tendência. Sinal que estou no caminho certo, pois o VDB é uma grande referência. Abraços!

    • Olá Micca! Que bom que gostou e que está no caminho certo! o/

      Desejo sucesso em sua jornada e que nossos conteúdos proporcionem sempre conhecimento de valo para você!

      Abração!

  • cesar

    Otimo artigo

  • Lázaro Rodrigues

    Parabéns pelo conteúdo Henrique, sempre aprendo com tudo que você faz e dessa vez não foi diferente, vou ter que ler várias vezes para poder assimilar tantos detalhes importantes. Abraços !

    • Olá Lázaro! Que bom saber que acompanha a gente e que nossos conteúdos proporcionam conhecimento de valor para você! 🙂

      Vamos que vamos!

      Forte abraço e sucesso!

  • Flávio Henriques Fernandes

    Ótimo artigo.

    Um detalhe: não entendi no tópico
    7.Aumento da rejeição ao marketing da interrupção

    a frase “Também irá aumentar a necessidade pelo branded content, produzido com foco naquilo que o consumidor e não a marca deseja.”

    • Olá Flavio! Obrigado pelo feedback sobre o artigo! Fico feliz em saber que gostou! 🙂

      Sobre a sua dúvida, o que indicamos foi que nos últimos tempos cada vez mais as pessoas reagem melhor às estratégias que proporcionem uma troca interessante para ambas as partes. Isso ocorre por exemplo com o Marketing de Conteúdo em que as empresas disponibilizam conhecimento de valor, satisfação de necessidades e em troca obtém mais engajamento dos clientes. Seguindo esta linha, cada vez se produz com base naquilo que o cliente procura e deseja e não somente no que a marca deseja oferecer. É cada vez mais importante haver esta junção de objetivos, “casando” o que oferecemos com o que o público busca. 🙂

      Grande abraço!

      • Flávio Henriques Fernandes

        Dúvida resolvida.
        Obrigado

  • Marcelo da Hora

    Muito bom texto! De fato a era digital tem modificado mercados (e criado novos, inclusive!). No setor fitness isso começa a ser sentido, ainda que de forma superficial. Existem hoje ferramentas que permitem que as academias vendam seus planos online, facilitando a vida do aluno e criando mais um canal de vendas para as academias. É o caso do Treino Fácil (https://www.treinofacil.com.br)

    • Olá Marcelo! Obrigado pelo feedback!

      Fico feliz em saber que gostou! 🙂

      Forte abraço e sucesso!

Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

77 Compart.
Compartilhar51
Compartilhar19
Twittar7
WhatsApp